Presidente do Napoli confirma mudança de nome de estádio para homenagear Maradona

Publicação: 2020-11-26 12:00:00
O presidente do Napoli, Aurelio De Laurentiis, confirmou nesta quinta-feira que o estádio San Paolo, em Nápoles, onde o Diego Maradona brilhou e levou o clube a conquistas no final da década de 80 e início da de 90, passará a ter o nome do ídolo argentino, que morreu aos 60 anos na quarta após sofrer uma parada cardíaca em Buenos Aires, na Argentina.

Créditos: ap/ae


Em um carta publicada no site oficial do Napoli, De Laurentiis, que é o proprietário do Napoli desde 2004, prestou a sua homenagem a Maradona, com quem tinha grande amizade. O ex-craque argentino sempre foi muito bem recebido nas vezes que visitou as dependências do clube e assistiu aos jogos do time no estádio San Paolo, que se chamará agora Diego Armando Maradona.

"Querido Diego, nos deixa uma mostra que é um homem com toda sua fragilidade, sua força, seu amor total pela vida e pelas pessoas Um campeão único. Tuas debilidades, tuas manchas, teus erros são iguais a tua imensa grandeza e se anulam para formar um mito", escreveu De Laurentiis. "Acredito que é correto chamar o San Paolo com seu nome. Para que siga conosco como demonstração do caminha da excelência que este clube tomou", completou.

Maradona, que passou sete temporadas em Nápoles e marcou uma era não só no clube, mas também na cidade, onde ainda hoje é visto como um Deus, será homenageado nesta quinta-feira na partida contra o Rijeka, da Croácia, pela fase de grupos da Liga Europa. "Gostaria de projetar o rosto de Maradona (no estádio) durante todo o jogo", afirmou De Laurentiis, na quarta-feira, em entrevista à rádio RMC Sport.

Ídolo atual do Napoli e maior artilheiro da história do clube, o atacante belga Dries Mertens também se despediu de Maradona através das redes sociais. "Quando há 7 anos me ofereceram para assinar pelo Napoli, meus pensamentos foram imediatamente para a magia que te vi fazer com a camisa azul. Napoli perdeu parte de sua alma. Você foi, e sempre será, uma inspiração para todos nós Se nos últimos anos meu nome foi colocado ao lado do seu, peço desculpas, porque eu nunca estarei no seu nível. O que você fez pela 'nossa' cidade ficará para sempre na história. A partir de amanhã vestir a camisa azul será uma responsabilidade ainda maior. Adeus, ídolo. Foi um orgulho conhecê-lo", disse.

O belga de 33 anos tem 128 gols com a camisa do Napoli e lidera o ranking de maiores artilheiros. O segundo é o meia eslovaco Marek Hamsik, com 121. Maradona completa o Top 3 com 115 bolas na rede.





Estadão Conteúdo