Cookie Consent
Natal
Primeira etapa da vacina contra a gripe tem baixa cobertura
Publicado: 00:00:00 - 24/04/2019 Atualizado: 22:41:36 - 23/04/2019
Até o dia 19 de abril, 10.133 doses da vacina contra a gripe haviam sido aplicadas no município de Natal, o que representa 4,9% da meta do município, de quase 205 mil pessoas a serem vacinadas ao longo da Campanha de Vacinação, que teve início no último dia 10 e segue até o dia 31 de maio.

Magnus Nascimento
Segunda etapa da campanha tem como alvo idosos, trabalhadores da saúde e professores

Segunda etapa da campanha tem como alvo idosos, trabalhadores da saúde e professores

Segunda etapa da campanha tem como alvo idosos, trabalhadores da saúde e professores

Na primeira fase, apenas crianças de seis meses a cinco anos, gestantes e mulheres que acabaram de ter filhos estavam sendo vacinadas. A campanha segue em todo estado, onde a meta é vacinar 972.875 pessoas, atingindo ao menos 90% dos grupos elegíveis para a vacinação.

Na segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação, que teve início na última segunda-feira (22), idosos, trabalhadores de saúde, indígenas, professores de escolas públicas e privadas e pessoas com condições cínivas especiais, adolescentes e jovens entre 12 e 21 anos que estão sob medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e pessoas cumprindo pena em privação de liberdade também poderão ser vacinadas.

A escolha dos grupos se dá pelo risco aos quais estão expostos, em locais com grande quantidade de pessoas, um dos fatores que facilita a propagação do vírus da influenza. Para todo Brasil, foram enviados 64,7 milhões de doses pelo Ministério da Saúde, distribuídos entre os estados do país. A meta, de acordo com o Ministério, é de que ao menos 90% de cada um dos grupos prioritários seja imunizado contra a doença.

Este ano, a dose utilizada na vacina sofreu mudanças em duas das três cepas que compõem a vacina. Ela protege contra os três subtimos do vírus da gripe que, em 2018, circularam pelo hemisfério Sul. Até o momento, o subtipo predominante no Brasil é o H1N1, que responde por 192 casos registrados no país até 13 de abril deste ano, 47 dos quais resultaram em óbitos.

Em Natal, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, todas as unidades de saúde estão oferecendo as vacinas, totalizando 72 salas de aplicação na capital.











Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte