Natal
Primeira vacina em crianças do RN será aplicada em SGA neste sábado (15)
Publicado: 00:00:00 - 15/01/2022 Atualizado: 08:13:29 - 15/01/2022
O atraso no envio das doses para vacinação das crianças por parte do Ministério da Saúde não vai interferir no cronograma do Rio Grande do Norte, que começará a vacinação na segunda-feira (17). É o que garante a Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap), que iniciará, de forma simbólica, a imunização contra a covid-19 dos pequenos neste sábado (15), em São Gonçalo do Amarante. O Estado possui 335.093 crianças nessa faixa etária. O primeiro lote do Ministério da Saúde  é de 20.900 doses do imunizante da Pfizer, o que corresponde a 6% do total do Estado.

Adriano Abreu
Voo que trouxe as 20,9 mil doses de vacina para o RN atrasou. As doses são referentes ao primeiro lote entregue pelo Ministério

Voo que trouxe as 20,9 mil doses de vacina para o RN atrasou. As doses são referentes ao primeiro lote entregue pelo Ministério


“Além do atraso do voo, que não chegou na madrugada, tivemos atraso no carro que faz o transporte do aeroporto para a Unicat por algum problema. Mesmo com o atraso, em todo o Estado a vacinação vai começar na segunda-feira. O ministério colocou que no próximo dia 20 vamos receber um novo lote”, disse Kelly Lima, coordenadora de Vigilância em Saúde da Sesap.

O ato simbólico terá a participação do secretário de Saúde, Cipriano Maia, bem como da governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT). A orientação da Sesap, em nota técnica emitida na última quinta-feira (13), é que a vacinação comece por crianças com comorbidades ou deficiência permanente, começando a partir dos 5 anos, para depois seguir por escalonamento por idade crescente, iniciando com as crianças de 5 anos. 

“Começamos com as crianças de 5 a 11 anos com comorbidades. Essas crianças devem ser priorizadas porque são mais vulneráveis ao adoecimento e agravamento da doença. Vamos seguir o escalonamento por idade de 5 a 11 anos, então vamos do menor para o maior, exatamente porque no RN tivemos mais óbitos na faixa etária de crianças menores”, reforça Kelly Lima. 

Segundo a pasta, como comorbidades entende-se crianças com cardiopatia crônica, pneumopatia crônica, imunodepressivos, doença renal crônica, asma, doença neurológica crônica, doença hepática crônica, doença hepática crônica, síndrome de Down, doença hematológica crônica, Diabetes Mellitus e obesidade. 

Ainda de acordo com a Sesap, os pais ou responsáveis devem estar presentes manifestando sua concordância com a vacinação e é importante que seja feito  como dependente no RN+ Vacina. Em caso de ausência de pais s, a vacinação deverá ser autorizada por um termo por escrito.

A Secretaria de Saúde Municipal de Natal fará a capacitação dos vacinadores para a aplicação da vacina contra Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos. Na capacitação serão repassadas informações técnicas e manuseio do imunizante da Pfizer para esse público, uma vez que a apresentação e concentração é diferente do público anterior. Após a capacitação dos vacinadores, a SMS Natal vai anunciar a data do início da vacinação infantil.

Casos de covid triplicam
O Rio Grande do Norte confirmou 968 casos de coronavírus nas últimas 24h, segundo o mais recente boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde Pública. Além disso, foram registrados 4 óbitos pela doença. Os dados foram publicados nesta sexta-feira (14). Em 7 dias, a quantidade de casos positivos diários triplicou.

O balanço diário foi, pelo terceiro dia consecutivo, o que registrou maior número de casos diários este ano. Na quinta-feira, a pasta confirmou 682 novos casos; e no dia anterior 570. No dia 7, eram 321 casos. Compõem a estatística os casos notificados e confirmados nas últimas 24h. 

Com os novos casos, o estado chegou a 393.965 confirmações da infecção. Outros 838.005 correspondem a casos descartados e 379.975 foram recuperados. No momento, o Rio Grande do Norte conta com 116.615 casos suspeitos da doença.

Quatro pessoas morreram devido a complicações causadas pelo coronavírus. Os óbitos foram registrados em Mossoró (2), Natal (1) e Açu (1). Outros 1.455 óbitos seguem suspeitos e aguardam o final da investigação para serem descartados ou confirmados para a infecção. Até o momento, o Rio Grande do Norte já registrou 7.593 confirmados por covid e outros 1.047 são considerados descartados.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte