Procuradoria pede regime fechado para Cláudia Cruz

Publicação: 2017-04-20 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
São Paulo (AE) - Em alegações finais ao juiz federal Sérgio Moro, a Procuradoria da República no Paraná pediu a condenação da jornalista Cláudia Cruz por lavagem de dinheiro e evasão de divisas de mais de US$ 1 milhão provenientes de crimes praticados pelo marido, o ex-presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), na Operação Lava Jato.

O Ministério Público Federal requereu cumprimento de pena em regime fechado para Cláudia Cruz e outros três réus. Além de Cláudia Cruz, são réus neste processo Jorge Luiz Zelada, ex-diretor da Área Internacional da Petrobrás, pelo crime de corrupção passiva; João Augusto Rezende Henriques, operador que representava os interesses do PMDB no esquema, por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas; e Idalecio Oliveira, empresário português proprietário da CBH (Companie Beninoise des Hydrocarbures Sarl), pelos crimes de corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

Defesa
O advogado Pierpaolo Cruz Bottini, que defende Cláudia Cruz, destacou que o pedido é "é uma manifestação do Ministério Público, que apresentou a versão dele, o pedido dele”.

“A defesa vai apresentar nos próximos dias suas razões, vai reapresentar todos os documentos que mostram que ela (Cláudia Cruz) não tem nenhuma relação com recursos ilícitos e confia que a Justiça decidirá de maneira imparcial", acrescentou o advogado Pierpaolo Cruz Bottini, que defende a jornalista neste processo.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários