Produtores de flores e plantas em Natal se preparam para a Copa

Publicação: 2012-05-17 12:56:00 | Comentários: 0
A+ A-
O levantamento dos números que envolvem os negócios da cadeia produtiva das flores e plantas ornamentais na região Metropolitana de Natal serviu de base para implantar o Plano de Marketing para Flores e Plantas Ornamentais região. O documento integra as ações para o setor de floricultura do estado dentro do programa Sebrae 2014, iniciativa que prepara as micro e pequenas empresas (MPE) para as oportunidades geradas pela realização de grandes eventos esportivos, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas no Brasil.

Apresentado na terça-feira (15.05), o plano contempla programas e ações de fidelização da clientela, adoção de estratégias de crescimento acelerado com o desenvolvimento de produto, acessos a mercados e estratégias de diversificação.

Entre as sugestões propostas para ampliar a lucratividade dos empreendedores inseridos nessa cadeia produtiva, estão campanhas de informação, orientação e educação do consumidor, promoção da identidade regional do bioma, da flora, da cultura, da arte floral e do paisagismo local, implantação de campanhas promocionais, participação em eventos públicos, cerimoniais, feiras de negócios, criar campanhas de propaganda focadas nas diversas mídias regionais.

“Queremos propor um composto de marketing para essa cadeia produtiva de modo que possa atingir o máximo do potencial identificado”, ressalta o consultor Antônio Hélio Junqueira, que, juntamente com Márcia Peetz, elaborou o diagnóstico do setor.

A recomendação é que os empreendedores potiguares passem a investir no mercado local e abdiquem do internacional, cujas compras estão em baixa devido à crise do Euro e à recessão nos Estados Unidos, e dos mercados regionais, já que outros estados estão com o setor mais consolidado. “É preciso lançar um olhar diferenciado para o mercado local e desviar o foco dos demais. Uma das formas de estimular esse consumo internamente seria destacar os benefícios dos produtos locais, que, em tese, têm mais qualidade, durabilidade e identidade que os vindos de outros estados”, explica Hélio Junqueira.

Em relação ao perfil dos clientes, a recomendação do consultor é que os empreendedores do segmento passem a atuar junto ao público adulto, de ambos os sexos, com poder de compra. “Mas, claro, há também nichos para se trabalhar com públicos de renda inferior”. De acordo com Hélio Junqueira, essa segmentação comportamental pode ser uma das saídas para aumentar o faturamento. “É preciso ter foco nesse consumidor sensível, comunicativo, impulsivo, com características inovadoras e capazes de influenciar as pessoas”.

A sustentabilidade é outro item importante para aumentar a participação nas vendas locais. “Uma campanha estimulando a utilização de espécies nativas é outra opção. Essas plantas regionais são mais adaptáveis ao clima da cidade e não é preciso aguar o tempo todo. Economiza água e ainda preserva as espécies da região. É um bom apelo sustentável”, aponta.

Fonte: Sebrae-RN

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários