Natal
Professores da rede pública do RN não querem retorno no dia 5 de outubro e cogitam greve
Publicado: 07:40:00 - 04/09/2020 Atualizado: 07:55:16 - 04/09/2020
O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN (Sinte/RN) se posicionou de maneira contrária à previsão da SEEC para o retorno das aulas presenciais na rede estadual no dia 5 de outubro. Em nota, o sindicato afirma que voltar agora é um risco e cogita a possibilidade de greve.

Fábio Rodrigues Pozzebom



Leia Mais

No posicionamento, disposto em suas redes sociais, o sindicato reafirma que a pandemia não acabou e fala que, durante o trajeto, é possível levar o vírus para a escola ou para casa, colocando em risco professores, funcionários, estudantes e pais.

O sindicato afirma não ser contrário a uma retomada, mas afirma que é necessário planejar os espaços com cautela, observando a atual realidade.

A coordenadora geral do Sinte/RN, Fátima Cardoso, afirma que, sem garantias de segurança nas escolas, a entidade vai chamar greve: “Do jeito que as escolas estão, há riscos. Por isso, não vamos aceitar isso (a retomada em outubro)”.

Confira a nota completa:

O SINTE/RN é contrário a retomada das aulas presenciais na Rede Estadual, marcada para 05 de outubro, conforme anunciado pelo secretário Getúlio Marques nesta quinta-feira (03). Por isso, cogita a possibilidade de chamar uma greve.

Para o Sindicato, voltar agora é pôr em risco professores, funcionários, estudantes e pais. A pandemia da Covid-19 não acabou, embora os números de casos, mortes e ocupação de leitos aparentemente tenham diminuído. É possível, no trajeto, levar o vírus para a escola ou trazer para casa. Como se sabe, não há remédios que combatam com eficácia a doença, tampouco existem vacinas que previnam.

Além disso, a maioria das escolas públicas do Rio Grande do Norte não têm condições de receber a comunidade escolar neste momento atípico. Como praxe, há problemas estruturais, faltam materiais e até mesmo professores nos quadros e o número de funcionários é insuficiente.

No entanto, o SINTE não é contra planejar a futura retomada. É necessário preparar os espaços para o pós-pandemia. Porém, isso precisa ser feito com cautela, observando a nossa realidade.

A coordenadora geral do SINTE/RN, professora Fátima Cardoso, afirma que, sem garantias de segurança nas escolas, a entidade vai chamar greve: “Do jeito que as escolas estão, há riscos. Por isso, não vamos aceitar isso (a retomada em outubro)”.


Leia também