Cookie Consent
Brasil
Projeto do Ministério da Justiça provocou R$ 1 bilhão em prejuízo ao crime organizado
Publicado: 09:24:00 - 19/02/2022 Atualizado: 10:21:31 - 19/02/2022

O Rio Grande do Norte é Estado com o maior número de ordens judiciais autorizando à Polícia Civil a usar as ferramentas que dão celeridade à investigação policial. Foram 473 pedidos enquanto o restante do país contabiliza 2.350. Os dados são do Ministério da Justiça e Segurança Pública que, por meio do Projeto Excel, investiu mais de R$ 18 milhões para auxiliar as forças de segurança estaduais no combate ao crime.
Cedida


O investimento em tecnologia foi feito pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio do Projeto Excel, para auxiliar as forças de segurança estaduais no combate ao crime, rendeu R$ 1 bilhão em prejuízo às organizações criminosas. A ação, apoia as Polícias Civis com o fornecimento de softwares forenses e hardwares para dar mais celeridade na extração e análise de celulares apreendidos de indivíduos envolvidos com o crime organizado.

O projeto Excel está em operação há três anos. O trabalho é realizado em todo o país mediante ordem judicial prévia de quebra de sigilo telemático no âmbito de inquéritos policiais. Entre as principais investigações estão os crimes de tráfico de drogas, homicídios, roubo (cargas, bancos, carro forte), lavagem de dinheiro, tráfico de armas e investigações relacionadas à pedofilia.

“Investir em inteligência policial e tecnologia é fundamental para enfrentar as organizações criminosas, atingindo de forma efetiva seus núcleos financeiros. O resultado desse Projeto demonstra o compromisso do Ministério da Justiça e Segurança Pública em auxiliar e trabalhar de forma integrada com as forças policiais”, afirma o ministro Anderson Torres.

Além de investir na aquisição das ferramentas, o Ministério da Justiça e Segurança Pública também capacita os servidores na atividade de extração e análise desses dados.

Todo o trabalho é realizado pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do MJSP, que tem entre suas atribuições, previstas no Decreto nº 9.662/19, estimular e induzir a investigação de infrações penais de maneira integrada com as forças federais e estaduais. Além disso, a Secretaria promove a integração das atividades de inteligência de segurança pública com os órgãos que compõem o Subsistema de Inteligência de Segurança Pública.

DADOS COMPLEMENTARES
Investigações estaduais que envolvem as organizações criminosas estão relacionadas ao:
Tráfico de Drogas (1346)
Homicídio (325)
Roubo (131)
Roubo a banco (67)
Roubo de cargas (59)
Roubo a carro forte (23)
Lavagem de dinheiro (21)
Tráfico de armas (11)
Estelionato (20)
Peculato (15)
Pedofilia (04)
 
Ordens Judiciais por Estado
Rio Grande do Norte – 473
Paraná - 471
Pernambuco – 239
Santa Catarina – 201
Ceará – 127
Alagoas – 127
Minas Gerais – 120
Sergipe – 71
Mato Grosso do Sul – 68
Amazonas – 65
Paraíba – 58
Piauí - 53
Rio de Janeiro – 51
Maranhão – 49
Roraima – 29
Mato Grosso – 27
Goiás – 24
Espírito Santo – 21
Acre – 21
Bahia – 20
Rondônia – 4
Pará – 4
Amapá - 3
Rio Grande do Sul - 2

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte