Projeto do Sebrae elabora mapa turístico da Segunda Guerra

Publicação: 2019-10-10 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Ramon Ribeiro e Yuno Silva
Repórteres 

Episódio riquíssimo do passado potiguar – e único no país –, a história da participação de Natal na 2ª Guerra Mundial nunca foi explorada à altura do seu potencial cultural e turístico. Para ajudar a preencher essa lacuna, o Sebrae-RN lançou um projeto que pretende não apenas valorizar essa história, mas impulsionar o surgimento de novas iniciativas. Trata-se do projeto Natal & Parnamirim Field na Segunda Guerra, apresentado ao público na noite de ontem, na Casa da Ribeira.

Bailarinos a caráter, chiclete e coca-cola deram clima da década de 40 ao lançamento do projeto de turismo “Natal & Parnamirim Field na Segunda Guerra”
Bailarinos a caráter, chiclete e coca-cola deram clima da década de 40 ao lançamento do projeto de turismo “Natal & Parnamirim Field na Segunda Guerra”

saiba mais

O projeto consiste na divulgação de dois anos de levantamento feito pelo Sebrae-RN sobre o tema, onde foram mapeados diversos pontos de interesse histórico e cultural. O trabalho está reunido agora em um portal disponível em quatro idiomas (inglês, francês, espanhol e português): www.segundaguerra.com.br

Além do mapeamento dos pontos históricos, o site também apresenta personagens e fatos curiosos relacionados ao tema, como o caso do açúcar nos tanques de combustível e do espião preso em Jacumã. O estudo contou com a colaboração historiadores da Associação Rampa e do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte.

Em entrevista à TRIBUNA DO NORTE, o gestor do projeto, Yves Guerra, disse que a proposta do Sebrae-RN é fomentar essa temática dentro de um viés turístico. “A ideia é incentivar que surjam roteiros para serem explorados pelas agências que trabalham com turismo receptivo. Que o site sirva também para aquele turista conectado que elabora seu próprio roteiro. Além de dar acesso à população, de modo que as pessoas absorvam esse conteúdo e tomem conhecimento da própria história”, conta Yves.

“Hômi, deixe de guerra!”
Além do portal, o projeto também prevê a publicação de uma websérie documental de dez vídeos, envolvendo a relação do Rio Grande do Norte com a II Guerra Mundial, chamado de “Hômi, deixe de guerra”.

O projeto Natal & Parnamirim Field na Segunda Guerra faz parte das ações do programa Investe Turismo, que é promovido pelo Sebrae, Ministério do Turismo, Embratur e Secretaria Estadual de Turismo (Setur).

O Sebrae também inseriu a temática nas duas últimas edições do seu Edital de Economia Criativa, apoiando financeiramente 14 projetos culturais, dentre os quais o espetáculo “Bye, Bye Natal”, a coleção de três livros “A Participação do RN na Segunda Guerra Mundial” e a exposição de pinturas de aviões da 2ª Guerra, do artista Marcelus Bob.

Potencial se fortalece com novos museus
O projeto do Sebrae-RN surge num momento em que a história de Natal na 2ª Guerra Mundial está mais viva do que nunca, como mostram duas importantes iniciativas que estão mais perto de serem entregues à população. É o caso do Centro Cultural Trampolim da Vitória (CCTV), no antigo Aeroporto Augusto Severo, em Parnamirim, com previsão de inauguração em dezembro; e o Complexo Cultural da Rampa, em frente ao Rio Potengi, em Natal, em obras desde 2013, ainda sem prazo. O Sebrae está atento a esses projetos e tem colaborado com o desenvolvimento de ambos.

“Fizemos os estudos de viabilidade técnica e econômica do CCTV. Também estamos trabalhando numa proposta pra o Complexo Cultural da Rampa, de modo que possa servir como termo de referência para uma futura licitação para gestão do espaço”, diz Yves Guerra, citando ainda que o Sebrae também vai colaborar com outros trabalhos, como a utilização da tecnologia de realidade aumentada para tornar os equipamentos turísticos da 2ª Guerra mais interativos. A ferramenta permitirá, por exemplo, a possibilidade de o turista, ao apontar a câmera do smartphone, fazer fotos em meio a jipe e soldados virtuais da época.

Toda essa iniciativa do Sebrae-RN visa diversificar os atrativos turísticos do RN, indo além do binômio mar e sol. “Temos esse patrimônio histórico e cultural que é quase nada explorado. Fomos atrás de dar nossa contribuição. À medida que esses novos espaços forem entregues, teremos mais elementos para propor novos roteiros para os turistas. E também para escolas, que a gente chama de turismo pedagógico”, conta Yves.

Adesão
O gestor de turismo do Sebrae-RN está percebendo uma boa adesão às inciativas da entidade, e não só a adesão dos artistas e dos produtores culturais, mas também do setor turístico. “Os receptivos já sentiam uma carência de novos atrativos na cidade e agora já pensam em novos roteiros e iniciativas”, comenta Yves. “Nossa expectativa é que daqui pra frente, com a nossa plataforma, os projetos culturais produzidos e novas iniciativas que vejam a surgir, a gente veja aumentar o tempo de permanência do turista na nossa capital, que se mude o perfil dos visitantes, que a cidade possa também atrair aquelas pessoas com interesse histórico e cultural, que cresça o turismo pedagógico. Isso é algo muito importante, porque pode complementar pontos turísticos já consolidados, como o Cajueiro de Pirangi, por exemplo, que pode ganhar uma interpretação científica.

Lançamento 
A noite de lançamento do projeto “Natal & Parnamirim Field na Segunda Guerra” foi bastante prestigiada por empresários do setor de turismo, artistas, autoridades políticas, entre outros convidados que circularam pelo evento que aconteceu na Casa da Ribeira para apresentação da iniciativa coordenada pelo Sebrae-RN. Para entrar no clima, casais a caráter dançaram ao som da Big Band Trampolim da Vitória que animou o “Baile dos Aliados” com standards da música da época.

Zeca Melo, Superintendente do Sebrae
Zeca Melo, Superintendente do Sebrae

Goma de mascar, refrigerante de cola e cachorro quente também foram oferecidos ao público, que pôde conferir uma pequena exposição com réplicas em miniaturas de aviões  da época, fotografias e objetos originais do período. A temática da decoração contou com um jipe do exército e cenários de realidade aumentada onde era possível fazer fotos com personagens históricos.

“Essa é a pegada do projeto: um roteiro virtual com as atrações que fizeram parte daquele momento histórico. A partir da tecnologia de realidade aumentada, as pessoas vão chegar em frente a determinado lugar, apontar o celular e conhecer um pouco mais sobre o Grande Hotel, ou a Base Naval (no Alecrim)”, explicou Zeca Melo, diretor-superintendente do Sebrae-RN. Além desses dois lugares, outros quatro espaços vão contar com essa tecnologia: a Base Aérea em Parnamirim, a Rampa nas Rocas, o Grande Hotel e a Casa do Cônsul Italiano na Ribeira, e a Maternidade Januário Cicco no bairro de Petrópolis.

“Acredito que será um grande salto para o turismo no RN, um atrativo a mais para reforçar o roteiro de sol e mar que vai continuar sendo no carro chefe”, disse Melo. O lançamento contou com a presença da governadora Fátima Bezerra, do prefeito de Parnamirim Rosano Taveira, e do secretário Municipal de Turismo de Natal, Fernando Fernandes, que representou a Prefeitura de Natal. Na ocasião, os gestores formalizaram apoio à iniciativa que visa incrementar comércio e serviços, consolidar Natal como o destino histórico-cultural e prolongar por mais um dia a permanência do turista no Rio Grande do Norte.

O  médico e artista plástico Iaperi Araújo, presidente do Conselho Estadual de Cultura, ressaltou que “interesse não falta. O que falta é coragem para o empreendedor investir com a certeza do retorno. A Prefeitura de Natal poderia oferecer incentivos fiscais para proprietários de imóveis aqui na Ribeira, e o Governo abrir linhas de crédito para financiar ações”. 

O secretário de Turismo Fernando Fernandes destacou que “é um produto fantástico para renovar o turismo em Natal, há tempo que queremos contar essa passagem histórica e oferecer novas atrações para quem visita a cidade”, lembrando que o projeto também contempla os natalenses “que vão conhecer um pouco mais sobre a história da cidade”.

Para Rosano Taveira, prefeito de Parnamirim, a iniciativa consolida o projeto do Centro Cultural Trampolim da Vitória (CCTV), que irá funcionar no antigo aeroporto Augusto Severo e está previsto para inaugurar dia 17 de dezembro.

A governadora Fátima Bezerra acredita que o roteiro “insere o Estado no circuito de turismo cultural, em nenhum outro lugar do País vemos esse contexto histórico. Afirmamos nosso apoio para o turismo ir além do roteiro de sol e mar, e a conclusão do Museu da Rampa é condição para consolidar a iniciativa. Estamos empenhados em concluir essa obra”, assegurou.







continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários