Natal
Projetos ajudam potiguares a reduzir valor da conta de luz; saiba como participar
Publicado: 14:44:00 - 16/09/2021 Atualizado: 14:49:35 - 16/09/2021
Os projetos “Vale Luz” e “Energia com Cidadania”, de iniciativa da Neoenergia Cosern, são boas alternativas para os potiguares reduzirem o valor da conta de luz nos próximos meses, sobretudo em um momento de aumento do valor determinado pela Aneel. 

Marcello Casal jr/ABR


“Nesse período em que estamos saindo de uma pandemia, eles são extremamente apropriados para ajudar na redução do valor da conta, gerar economia de energia com a troca de lâmpadas e fomentar ações de sustentabilidade como dar destino certo a resíduos recicláveis e materiais eletrônicos descartáveis”, ressalta a gerente de Eficiência Energética da Neoenergia, Ana Mascarenhas.

Confira as características e números dos projetos

Vale Luz
O Vale Luz Neoenergia Cosern troca resíduos sólidos recicláveis por descontos na fatura. Desde que foi lançado, em 2013, ele já beneficiou 6.600 famílias potiguares com descontos que já passam de R$ 243 mil. No total, foram recolhidas mais de 847 toneladas de resíduos sólidos recicláveis em oito anos. 

São aceitos materiais como papelão, papel de escritório, jornais, garrafas PET, sacos plásticos, embalagens de produtos de limpeza, baldes, mesas plásticas, latas de refrigerantes e outros produtos alimentícios. Pode ser entregue também óleo de cozinha, que deverá estar filtrado e dentro de uma garrafa PET transparente, resíduo eletrônico, incluindo televisão, celular, teclado, entre outros.

Divulgação/Cosern
Tenda do projeto Vale Luz, da Cosern

Tenda do projeto Vale Luz, da Cosern


O cliente também pode ter descontos, a partir de R$ 0,09, na conta de energia fazendo, por exemplo, a troca de uma latinha de alumínio de 350 ml pela moeda do projeto, a Merreca.  Utilizando as Merrecas, o cliente terá acesso ao desconto. Latas pequenas de até 328 ml valem 0,75 Merreca, latas médias de 330 a 471 ml valem 1 Merreca e latas acima de 472 ml, 1,25 Merreca por unidade.  O valor da Merreca varia mensalmente  de acordo com o preço do alumínio praticado na indústria de reciclagem.

Os consumidores podem deixar o material e fazer o cadastro em tendas itinerantes que atendem a população em seis bairros de Natal e Parnamirim e na versão de porta a porta, que já realizou atendimento em 28 municípios no interior (é possível acompanhar a programação no aplicativo do projeto ou no site da Cosern).

Pontos de coleta

Natal:
Candelária (Carrefour Zona Sul);
Mãe Luiza (Centro Sócio Pastoral Nsra. da Conceição, R João XXIII, S/N)
Potengi (Centro Cultural e Biblioteca, Av Itapetinga, 1430, Conjunto Santarém);
Quintas (Supermercado Riograndense, R Pedro Nóvoa, 249);

Parnamirim:
Santos Reis (Supermercado Bom Dia, R. Sadi Mendes, 1060);
Vale do Sol (Cidade Atacadão, Av. Dr. Mario Negócio);

Municípios que serão atendidos de porta em porta em setembro:
Lagoa de Velhos (13 a 18);
João Câmara (20 a 25);
Tangará (27 a 30):

Energia com cidadania:
Já o projeto Energia com Cidadania funciona em dois formatos: numa carreta, que fica estacionada em pontos estratégicos dos municípios visitados (confira a programação de setembro abaixo), e realiza as trocas das lâmpadas ineficientes por LED, que são mais econômicas e duráveis (confira critérios, além de promover a distribuição do Manual de Consumo Consciente de energia elétrica.

Em algumas cidades, o projeto funciona de porta em porta, com equipes que passam em veículos, geralmente acompanhados de um carro de som.

Ao longo de 2020 e no primeiro semestre de 2021, a Neoenergia Cosern realizou a troca de 78.629 lâmpadas ineficientes por LED de 17.315  famílias em 89 municípios do Rio Grande do Norte. Em outra frente, a Cosern realizou a substituição de 57.225 lâmpadas ineficientes por LED em 107 prédios públicos do estado no ano passado.

Critérios para participar:
- Ser cliente residencial ou rural-residencial;
- Ser morador de comunidade popular ou estar cadastrado na TSEE (Tarifa Social de Energia Elétrica);
- Apresentar a conta de energia do mês anterior paga;
- Não ter débitos com a Concessionária;
- Não ter trocado lâmpadas em projetos da Concessionária nos últimos 6 anos (limite máximo de 8 lâmpadas);
- Entregar as lâmpadas incandescentes, fluorescentes ou halógenas usadas (potência igual ou superior a 14W);

Municípios que serão visitados até o final do mês:
Pilões e Grossos (13 a 17);
Santana do Matos e Francisco Dantas (20 a 25);
Apodi e Bodó (27 de setembro a 2 de outubro);



Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte