Protocolo define regras para retomadas de atendimento presenciais e bancos no RN; veja

Publicação: 2020-09-18 10:35:00
O Governo do Rio Grande do Norte publicou, nesta sexta-feira (18), o protocolo com as regras para a retomada das atividades presenciais nos bancos no território potiguar. Além da limitação no número de pessoas de acordo com o tamanho de cada agência, também ficou determinado que os bancos priorizem o atendimento agendado e instalem separações de acrílico.
Créditos: Arquivo/TNAtendimento presencial será liberado, mas máscara também segue obrigatóriaAtendimento presencial será liberado, mas máscara também segue obrigatória

Os bancos que operam no Rio Grande do Norte poderão retomar seu funcionamento presencial a partir do dia 28 de setembro.

Veja regras abaixo ou confira a íntegra da portaria aqui.

I – priorizar, no horário de funcionamento, o agendamento prévio, sendo:

a) Obrigatório o atendimento exclusivo por agendamento prévio nas últimas duas horas de funcionamento;

b) No horário estabelecido na alínea anterior, deverá ser concedida preferência de agendamento aos integrantes do grupo de risco.

II – lotação máxima interna de 1 pessoa a cada 5 m2 (cinco metros quadrados), dentre clientes e funcionários, devendo ser afixado quadro ou cartaz com informação sobre o tamanho do estabelecimento, em m² (metros quadrados), e o número máximo de pessoas que poderão estar simultaneamente no local;

III - realizar marcações no piso nos locais onde são formadas filas, como balcões de atendimento, terminais de autoatendimento e caixas de pagamento, orientando clientes e trabalhadores ao distanciamento mínimo de 1,5 metro um do outro, inclusive nas filas que eventualmente se formem no lado externo das agências e instituições;

IV – promover o distanciamento das cadeiras de espera ou, em sua impossibilidade, indisponibilizar assentos alternados, de modo a promover o distanciamento dentre os clientes em espera;

V – efetuar distanciamento entre as estações de trabalho de 2 metros, sendo medido a partir do ponto médio de cada mesa de trabalho;

VI – impedir o acesso de pessoas sem máscaras de proteção;

VII – utilizar termômetros para aferir temperatura dos trabalhadores e clientes que ingressarem ao estabelecimento, sendo aqueles que apresentarem febre ou outros sintomas da COVID-19 impedidos de adentrar no estabelecimento e orientado a buscar ajuda médica;

VIII - instalar barreira de proteção acrílica nos caixas, balcões de atendimento, pontos de informação, recepções e similares;

IX - sempre que possível, deverão ser designadas portas específicas para entrada e saída de clientes e demarcação com sinalização no piso sobre o fluxos de circulação interna, de modo a evitar cruzamento de pessoas;

X - organizar escala para horários de almoço e lanches no refeitório/copa, quando possível, a fim de evitar aglomerações;

XI - posicionar álcool gel, de maneira visível e de fácil acesso, para uso de clientes e trabalhadores, em todas as entradas e saídas, locais de realização de pagamento, proximidades das estações trabalho e quando da utilização de máquinas de atendimento do sistema bancário;

XII - garantir que os lavatórios e banheiros sejam equipados com água, sabão e toalhas descartáveis, além de lixeiras com acionamento não manual;

XIII - próximo aos lavatórios, devem ser afixadas instruções sobre a correta higienização das mãos;

XIV - retirar das áreas comuns itens que podem ser compartilhados, tais como revistas, jornais, catálogos, livros, dentre outros;

XV - não permitir o compartilhamento de equipamentos e utensílios por seus trabalhadores;

XVI - fornecer obrigatoriamente EPI’s aos funcionários;

XVII - disponibilizar produtos e tecnologias para a higienização e desinfecção dos sapatos nas entradas do estabelecimento;

XVIII - permitir entrada de acompanhantes somente em caso de crianças, idosos ou pessoas com deficiência;

XIX – disponibilizar trabalho remoto (home office) aos trabalhadores portadores de comorbidades;

XX- proceder a treinamento dos funcionários, colaboradores e demais envolvidos acerca das regras estabelecidas neste protocolo, a fim de garantir seu cumprimento.