Qualificação profissional é a palavra de ordem da crise

Publicação: 2015-11-15 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Investir na própria capacitação é fundamental. Apesar da afirmação ser de conhecimento de todos, a importância do aperfeiçoamento nem sempre é viável para as pessoas que buscam ingressar ou retornar ao mercado de trabalho. Os custos e a impossibilidade de se dedicar exclusivamente à reciclagem são fatores que desencorajam a busca por cursos que podem resultar em frutos no futuro. No entanto, há alternativas para que essas pessoas conquistem mais capacitação de forma rápida e sem custos: são os cursos gratuitos.

No Rio Grande do Norte, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) promove cursos em Natal e no interior do estado para pessoas que buscam o aperfeiçoamento, independe da área em que atuam. As oportunidades são para ensino à distância, com 14 horas de conteúdo e inscrições  diárias, onde os estudantes cumprem o cronograma de atividades em 22, em média. Os cursos são voltados à Logística, Informática e Programação, Metrologia, Noções de Mecânica de Automóveis, Consumo Consciente de Energia, Segurança do Trabalho, Empreendedorismo, Legislação Trabalhista, Finanças Pessoais, Educação Ambiental, entre outras várias opções. “São cursos que pessoas até com ensino fundamental podem fazer e, com certeza, podem ser diferenciais na busca por um trabalho”, explicou a coordenadora educacional do Senai no CTGás-ER de Natal, Elenita dos Santos.
DivulgaçãoOs cursos são voltados à Logística, Informática e Programação, Metrologia, Noções de Mecânica de Automóveis, Finanças Pessoais...Os cursos são voltados à Logística, Informática e Programação, Metrologia, Noções de Mecânica de Automóveis, Finanças Pessoais...

Na capital potiguar, somente em 2015, ocorreram aproximadamente 10 mil matrículas, sejam nos cursos gratuitos ou nos técnicos, que são pagos. Na maioria dos casos, o foco das pessoas que iniciaram as aulas era o aperfeiçoamento para a posterior disputa por uma vaga de emprego. Porém, há casos também em que pessoas buscam conhecimento para o próprio crescimento pessoal. “Quando uma empresa vai fazer um processo seletivo, é sempre um diferencial um curso de aperfeiçoamento. O que procuramos é oferecer alternativas para o máximo de pessoas posam se beneficiar, com cursos que servem para diversas áreas de atuação”, explicou Elenita dos Santos.

Técnico

Apesar de ser uma boa opção a escolha por curso de aperfeiçoamento gratuito, também há a alternativa de se investir um pouco para alcançar o nível técnico em alguma área. As oportunidades no Rio Grande do Norte vão desde a área de promissoras, Tecnologia em Geração Eólica e o de Medição Anemométrica para a Energia Eólica, como cursos mais tradicionais na área da indústria, como Automação e Segurança do Trabalho. O investimento gira em torno de R$ 5 mil, dividido em parcelas mensais durante os cursos, que são de dois anos, em média. “As opções são variadas e podem se adequar a diversos perfis. É importante que o profissional busque sempre um aperfeiçoamento”, finalizou Elenita dos Santos.


continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários