Racha alvinegro

Publicação: 2017-09-01 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O pedido de afastamento de Rodrigo Salustino da vice-presidência executiva do ABC deixa evidente um racha preocupante na diretoria. Salustino foi nome de primeira linha na eleição e na montagem do planejamento da chapa de Judas Tadeu, e acumulava a área financeira do clube. É sério, muito sério, o momento vivido pelo ABC.

Racha alvinegro I
Não pode ser visto como normal ou natural, o afastamento de um dirigente do porte de Rodrigo Salustino, no momento extremamente complicado que vive o clube. E nem normal foi a forma como aconteceu, já que Salustino esteve durante a tarde inteira reunido com Judas Tadeu e o documento oficializando o afastamento foi entregue ao vice-administrativo, depois que Judas saiu da reunião.

Reaproximação

Recentemente e por mais de duas horas, o presidente Judas Tadeu esteve reunido com um representante do Deputado Rogério Marinho, em uma tentativa clara do dirigente de reaproximação e também não obteve êxito. Pelo que pude apurar, Rogério Marinho, um dos alvos preferenciais na campanha sucessória do ABC, não tem nenhuma intenção de voltar ao futebol. Mais um caso onde fica claro que as cicatrizes de uma campanha dura ainda estão abertas.

Reflexo no time
Quando um time está na situação do ABC, enterrado na zona de rebaixamento e com dificuldades para sair, e fora de campo a crise financeira/politico/administrativa se avoluma, os reflexos são imediatos no elenco. O jogador de futebol acompanha noticiário, rede social, sente o clima no clube. O ABC está no meio de furacão brutal.

Boa contratação

Vejo como positiva a contratação de Itamar Schulle para dirigir o ABC neste restante de Série B e tentar livrar o time do rebaixamento que se desenha com cores fortes. É um treinador experiente, com bons trabalhos realizados no futebol gaúcho onde foi campeão com o Novo Hamburgo, campeão paranaense com o Operário, Paraibano com o Botafogo, então não é nenhum paraquedista ou aventureiro.

Desafio é brutal
Livrar o ABC do rebaixamento construindo um aproveitamento de acesso será penso eu, o grande desafio de Itamar Schulle. Ele tem 16 jogos, 48 pontos para somar 29. É um treinador que não enrola, tem uma linguagem fácil de ser entendida e taticamente é muito objetivo. Em tese um bom nome.

Menos mal que foi agora
Os problemas para Luzinho Lopes se avolumaram depois que o time conquistou o acesso para a Série C e menos mal que foi agora. Para a primeira partida que decide o título brasileiro, além de Jamerson – está no trabalho de transição - e Renatinho Potiguar lesionados, o Globo não vai ter o outro zagueiro titular, Negretti que cumpre suspensão.

Decide fora
Contra o Operário e fazendo o primeiro confronto no Barrettão, o Globo sabe que tem que construir o resultado em casa, para fazer um jogo mais tranquilo no Germano Krüger em Ponta Grossa. O time paranense treinando por Gerson Gusmão, vem com uma proposta de jogar fechado, tentando explorar os contra-ataques para surpreender o Globo, e na partida que assisti contra o Atlético do Acre, mostrou uma sólida consistência tática.

Globo na busca do título Na história do futebol profissional do RN, o Globo é a segunda equipe que chega em uma decisão de Brasileiro. O primeiro foi o ABC que em 2010 decidiu o Brasileiro da Série C e conquistou o título. O Globo tem tudo para conquistar o segundo título.

América no STJD Na próxima segunda-feira, o América será julgado pelo STJD, por causa do vandalismo que aconteceu na Arena das Dunas, depois da partida contra a Juazeirense que eliminou o time rubro da briga pelo acesso. “torcedores” depredaram vários setores da Arena das Dunas.

Punição Denunciado por infração aos artigos 213 ( três vezes ) combinado com o 184 do CBJD, o América pode ser punido com multa que varia de 100 a 100 mil reais e perda de um a dez mandos de campo. E os “torcedores” que provocaram o estrago? Estão esperando a próxima temporada, e não duvidem, vão aprontar novamente. Sabem que não dá nada.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários