TN Família
Rastros deixados na internet formam nosso ‘karma virtual’
Publicado: 00:00:00 - 14/02/2016 Atualizado: 13:38:39 - 13/02/2016
Ainda hoje nos deparamos com pessoas que se orgulham de não “estar na internet”, afirmando isso com uma entonação de vitória diante dos demais mortais, como se estivesse protegido de um grande mal. Mas será mesmo possível não estar no mundo virtual nos dias de hoje?

Para o behavior designer e especialista em Liderança e Gestão de Pessoas, Paulo Crepaldi, esse isolamento não é possível! Isso porque desde criança deixamos rastros na internet, mesmo que involuntariamente, pois pais e familiares adoram postar fotos de seus bebês para os familiares verem nas redes sociais.
De acordo com estudo, Brasil é líder no tempo gasto em redes sociais, com uma média de 60% a mais do que o restante do planeta
“Quando nascemos, nossos pais fazem questão de nos mostrar ao mundo. Quando falo mundo estou realmente falando do planeta Terra, pois a internet é global; de que estamos presentes em um mundo online onde compartilhar é a palavra chave”, comenta o especialista em comportamento humano.

Ao longo da vida, vamos nos inscrevendo em blogs, sites de relacionamento, redes sociais, e tudo isso gera um cadastro com nossos dados pessoais. Paulo Crepaldi costuma denominar esses rastros digitais de Karma Virtual. E há uma forma de escapar dele?

Leia Mais

“Impossível!”, sentencia o behavior designer paulista. “É escolher entre viver com as facilidades da internet versus isolar-se em um mundo que não existe mais, o da total desconexão. Hoje, tentar separar momentos que você está dentro de um mundo online e momentos que está em um mundo offline é uma tarefa árdua até mesmo para nós”, conclui.

Ele convida a uma reflexão sobre em quais momentos de nossa vida estamos realmente desconectados — como alguns se arvoram em afirmar. E Paulo Crepaldi dá exemplos dessa nossa rotina conectada.

“Enquanto cozinha busca receitas online ou vídeos que ensinam como preparar aquele prato; enquanto assiste tevê, busca informações sobre filmes, fofocas da novela e chats que falam sobre o assunto; quando está dirigindo conecta-se às redes de músicas, utiliza navegadores para encontrar um melhor caminho”, lista Crepaldi.

Esse é o Karma Virtual, segundo ele. E ninguém precisa se assustar com ele; apenas aprender a viver e aproveitar dele da melhor maneira. E como não se render ao mundo virtual? De acordo com estudo realizado pela comScore, empresa norte-americana de análise de internet, o Brasil é líder no tempo gasto em redes sociais, com uma média de 60% a mais do que o restante do planeta.

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte