Reabertura da economia será 'fase mais desafiadora', diz Fátima

Publicação: 2020-06-30 08:31:00
A+ A-
A governadora Fátima Bezerra (PT) voltou a falar sobre a reabertura gradual do comércio, marcada para esta quarta-feira (1º). De acordo com a chefe do executivo, o procedimento de retomada deverá ser "responsável", seguindo o plano que foi aprovado pelo Comitê Científico da Sesap. "Vamos iniciar a partir de amanhã a fase que eu considero mais desafiadora, que exigirá o compromisso de todos", afirmou a governadora, em entrevista à Intertv Cabugi na manhã desta terça-feira (30).

Créditos: Reprodução/Twitter

Segundo Fátima, as medidas restritivas tomadas desde a chegada da pandemia, há mais de 100 dias, contribuíram para que o RN pudesse adotar a flexibilização a partir desta quarta-feira. O comitê científico, que aprovou o plano elaborado pelo setor produtivo, sinalizou com dois índices para respaldar a decisão: a redução da taxa de transmissibilidade e queda na pressão no sistema de saúde em relação a ocupação dos leitos. No entanto, apesar do ajuste, a governadora voltou a citar a importância do isolamento social.

"Estamos começando olhando para os pequenos comerciantes, que passam por mais dificuldades. Para que a gente dê o passo seguinte, podendo chegar na fase 2, 3 e assim por diante. Mas, para isso, é fundamental que tenhamos toda a segurança e toda a cautela para que não tenhamos nenhuma surpresa e precisarmos voltar atrás. Nesse caso, eu não titubearei, em primeiro lugar é a defesa da vida.  Volto a dizer, o emprego a gente corre atrás, mas a vida não tem volta de forma nenhuma", afirmou Fátima, que acrescentou. "Por isso que é importante que as medidas de isolamento permaneçam, continua proibido aglomerações, passeatas, continuamos recomendando que as prefeituras mantenham o acesso as praias interditado. Essas medidas são necessárias para que esse primeiro passo que estamos dando (olhando para os pequenos) funcione".

A abertura será tomada medidante a condicionantes técnicos, segundo a chefe do executivo: manter a taxa de transmissibilidade em torno de 1% e a taxa de ocupação de leitos perto dos 80%. Além de citar uma queda na taxa de ocupação (87%, segundo a plataforma Regula RN na manhã de hoje), Fátima voltou a anunciar abertura de leitos para os próximos 15 dias. "Serão 62 leitos de UTI, começando pelo João Machado, aqui em Natal. Vale lembrar que nos últimos 15 dias, abrimos 43 leitos desse tipo aqui no RN", aponta. 





Deixe seu comentário!

Comentários