Real Madrid quer novo passo para o título espanhol

Publicação: 2020-07-05 00:00:00
A+ A-
Depois da vitória na última rodada sobre o Getafe, e o tropeço do Barcelona com o Atlético de Madrid, o caminho do Real ficou ainda mais livre rumo ao título da LaLiga Santander 2019/2020. No entanto, o clube da capital enfrentará um duro adversário - talvez o mais complicado desta volta da competição -, na manhã deste domingo (05), às 9h, quando vai ao San Mamés encarar o Athletic Club pela 34ª rodada.

Créditos: Reprodução/Twitter Real MadridA equipe do Real Madrid voltou concentrada após a parada da pandemia e ainda não sofreu derrotas no Campeonato EspanholA equipe do Real Madrid voltou concentrada após a parada da pandemia e ainda não sofreu derrotas no Campeonato Espanhol

É importante lembrar que o Real já sentiu o gosto de ser campeão em plena casa do clube basco, na temporada 2011/2012, quando venceu por 3-0 e faturou o título matematicamente. Mas, há algumas décadas, ele também sofreu: como nos 2-0 que tomou em Bilbao e viu o Barcelona ser o grande campeão de 1929, a primeira temporada da história da LaLiga.

Agora, os blancos buscam os três pontos para se isolarem ainda mais na liderança da competição, colocando muita pressão sobre os rivais catalães.

O Real Madrid está no centro da disputa pelo título, lutando contra o FC Barcelona, na busca de encerrar um incômodo jejum: de não conquistar a LaLiga Santander desde 2017, vendo justamente o rival culé faturar todas as taças desde então. A equipe de Zinedine Zidane é a única com 100% de aproveitamento desde o retorno da competição, no dia 11 de junho, com vitórias sobre Eibar, Valencia, Real Sociedad, Mallorca, Espanyol e Getafe.

Enquanto isso, o Athletic Club permanece na corrida por uma qualificação europeia para a próxima temporada (2020/2021), estando atualmente em sétimo oitavo lugar - com quatro pontos a menos que o Getafe, último clube que estaria garantindo presença na próxima Liga Europa. Normalmente, a última vaga para esse torneio viria pela Copa do Rei (que tem justamente o Athletic Club na grande final, bem contra seu maior rival, a Real Sociedad). Mas, como ela está adiada e sem previsão para realização, o objetivo do clube passa a ser esta classificação via LaLiga Santander.

 O Athletic é um time com raízes locais, possuindo diversos jogadores que atuam há anos na famosa academia de jovens (categoria de base) Lezama. Atualmente, o elenco é supervisionado pelo diretor esportivo Rafael Alkorta, que jogou pelo Atlético e pelo Real Madrid durante seus dias de jogador.

E dentre as principais peças da equipe, estão as estrelas do atacante Iñaki Williams, do meia-atacante Raúl García e do capitão do clube Iker Muniain. Mas, não podemos deixar de citar a qualidade existente na defesa dos leões, com o goleiro Unai Simón tendo excelentes atuações durante toda a temporada - principalmente desde o reinício -, enquanto os zagueiros Iñigo Martínez, Yeray Álvarez e Unai Núñez estão se mostrando difíceis de vencer e costumam estar juntos quando o técnico Gaizka Garitano ocasionalmente opta por três jogadores na defesa - algo que ele fez quando o Athletic Club empatou em 0-0 com o Real Madrid no Bernabéu no início da temporada, por exemplo.

Já no Real Madrid, há qualidade por toda parte e seu elenco está se revelando especialmente importante agora, já que os jogos se tornam espessos e seguidos. De Thibaut Courtois, o favorito ao prêmio de melhor goleiro da LaLiga, passando por Sergio Ramos, zagueiro e goleador, além dos meio-campistas amantes da posse de bola, Toni Kroos e Luka Modri?, chegando ao artilheiro Karim Benzema - isso, sem falar dos empolgantes alas Eden Hazard e Vinícius. Ou seja, há muito talento à disposição de Zidane.

O técnico francês também tem excelentes opções no banco de reservas, como o jovem ala brasileiro Rodrygo, o explosivo Fede Valverde ou Marco Asensio - que voltou de uma grave lesão, retornando depois de muito tempo e marcando até gol diante do Valencia. Esse é sempre um elemento especial para Asensio: seu pai Gilberto é basco e o jovem Asensio quase chegou a se juntar ao Athletic Club quando jovem. Se a transferência tivesse acontecido, poderia ter mudado a história recente de ambos os clubes.

Barcelona
O Barcelona se perdeu pelo caminho e, agora, precisa correr atrás do prejuízo se quiser impor dificuldades ao Real Madrid na reta final da La Liga. Quatro pontos (74 a 70) já separam líder e vice-líder, e um tropeço no final de semana tende a ser fatal para as pretensões do time blaugrana, que vem de empate em 2 a 2 com o Atlético de Madrid. O Villarreal, por sua vez, sonha com vaga à Champions League. Com 54 pontos, ocupa a quinta colocação e tenta caçar o Sevilla, que tem 57 e fecha a zona de classificação. No meio da semana, ganhou por 2 a 0 do Betis, na Andaluzia. Barça e Villareal se enfrentram a partir das  17h.