Brasil
Recife passa a adotar bloqueio total
Publicado: 00:00:00 - 12/05/2020 Atualizado: 23:10:48 - 11/05/2020
RECIFE (AE) - Após ultrapassar a marca de mil mortos pelo novo coronavírus, o governo de Pernambuco anunciou ontem o endurecimento da quarentena no Recife e em outras quatro cidades da região metropolitana. Com a medida de restringir a circulação de pessoas e veículos para tentar conter o avanço da covid-19, o Estado se junta a Maranhão, Pará e Ceará, que já haviam aderido ao bloqueio total de cidades, o chamado lockdown.

PEDRO DE PAULA//ESTADÃO CONTEÚDO
Pista de cooper com área de lazer, no Recife, fica interditada com a decisão o Governo de Pernambuco

Pista de cooper com área de lazer, no Recife, fica interditada com a decisão o Governo de Pernambuco



Segundo documento da gestão Paulo Câmara (PSB), a capital Recife e as vizinhas Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata são responsáveis por 77% dos diagnósticos e 68% das mortes por covid-19 em Pernambuco. Com sistema de saúde sobrecarregado e filas nas unidades de terapia intensiva (UTIs), o Estado registra até o momento 13.768 casos confirmados e 1.087 óbitos pela doença.

"Todas as projeções mostram que precisamos aumentar o isolamento social para evitar a disseminação ainda mais acelerada da doença", afirmou Câmara, em nota divulgada pelo governo. "Por isso, a partir de amanhã (hoje), vamos implementar uma série de medidas, como o rodízio de veículos e a fiscalização nos principais corredores viários para restringir a circulação de pessoas nesses cinco municípios citados. Precisamos da determinação de todos nesses duros 20 dias que teremos pela frente."

A publicação do decreto no Diário Oficial deve ocorrer hoje, e as regras terão validade de duas semanas. Até a próxima sexta-feira, as medidas serão de "caráter educativo", sem punição prevista. Segundo a gestão Câmara, o lockdown passa a valer, de fato, a partir do sábado e vai até o dia 31. O governo também não descarta adotar medidas semelhantes em outras regiões.

Pela regras do decreto do Estado, as pessoas ficam impedidas de sair de casa e andar pelas ruas, exceto para trabalhar em serviços essenciais ou realizar atividades indispensáveis, como comprar alimento ou retirar benefícios sociais em lotéricas e bancos. Segundo o governo, a orientação é para que, mesmo nos casos permitidos, moradores só circulem dentro dos seus bairros.

Com policiais fiscalizando as ruas, quem atua em atividades essenciais, terá de portar uma declaração assinada pelo empregador, cujo modelo que estará disponível no Diário Oficial. 

A limitação
Pela decisão, em Recife e região metropolitana, as pessoas ficam impedidas de sair de casa e andar pelas ruas, exceto para trabalhar em serviços essenciais ou realizar atividades indispensáveis, como comprar alimento ou retirar benefícios sociais em lotéricas e bancos. Segundo o governo de Pernambuco, a orientação é para que, mesmo nos casos permitidos, moradores só circulem dentro dos seus bairros.

Brasil registra 396 mortes por coronavírus em 24 horas
O Brasil registrou 396 mortes decorrentes do novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo atualização feita pelo Ministério da Saúde ontem. Com isso, o total oficial de vítimas da covid-19 no País subiu de 11.123 para 11 519. O número de casos confirmados da doença saltou de 162.699 para 168.331, com 5.632 novos registros entre domingo e ontem.

São Paulo é o Estado que apresenta os maiores números, com 3.743 óbitos decorrentes do novo coronavírus e 46.131 casos confirmados. Em segundo lugar, o Rio de Janeiro já contabiliza 1 770 óbitos em função da doença e 17.939 casos confirmados. Em seguida, vêm Ceará (1.189 óbitos, 17.599 casos confirmados), Pernambuco (1.087 óbitos, 13.768 casos confirmados) e Amazonas (1.035 óbitos, 12.919 casos confirmados).

O governo ressalta que o número de mortes registradas nas últimas 24 horas não indica efetivamente quantas pessoas faleceram de um dia para o outro, mas sim o número de óbitos que tiveram o diagnóstico de coronavírus confirmado nesse intervalo. Mesmo assim, este número vem crescendo. Apenas nos últimos sete dias, incluindo novos registros de segunda, 4 de maio, até domingo, 10, foram 4.098 novos registros de óbito por covid-19 no País. Especialistas apontam ainda que o número real de infectados e mortos pela doença deve ser maior que o indicado pelas estatísticas oficiais, uma vez que nem todos os casos chegam a ser testados.

Além disso, no Brasil, a epidemia tem assumido um perfil diferente do que outros lugares apresentaram. Conforme mostrou reportagem do Estado, pelo menos 45% das pessoas internadas no País por causa do novo coronavírus têm entre 20 e 59 anos.

Segundo autoridades sanitárias, como a Organização Mundial da Saúde (OMS), o isolamento social é a "ferramenta" capaz de conter a disseminação rápida do vírus e assim evitar a sobrecarga dos sistemas de saúde. Especialistas brasileiros também já apontam a necessidade do chamado 'lockdown' nos locais mais afetados, o que caracteriza o grau mais extremo do distanciamento social, no qual ele se torna obrigatório.





Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte