Natal
Rede pública mantém volta às aulas no Rio Grande do Norte
Publicado: 00:00:00 - 12/01/2022 Atualizado: 09:03:54 - 12/01/2022
A data de retorno das aulas da rede estadual de ensino permanece confirmada para o dia 7 de fevereiro, seguindo todos os protocolos de biossegurança necessários. Atualmente, a rede encontra-se no período de matrículas escolares onde 292 mil vagas foram ofertadas para a população. Na cidade do Natal, o calendário do ano letivo de 2021 ainda não foi finalizado e será encerrado até 11 de fevereiro. Sobre o ano letivo seguinte,  o início das aulas está previsto para 24 de março mas o novo calendário ainda precisa ser aprovado pelo Conselho Municipal de Educação.

Adriano Abreu
Previsão de início do ano letivo de 2022 na rede estadual está mantida para o dia 07 de fevereiro. Ainda haverá uma reunião com o Comitê Científico sobre o tema

Previsão de início do ano letivo de 2022 na rede estadual está mantida para o dia 07 de fevereiro. Ainda haverá uma reunião com o Comitê Científico sobre o tema


Nos próximos dias, a Secretaria de Estado de Educação (SEEC) deve se reunir com o Comitê Científico para discutir o cenário epidemiológico do Rio Grande do Norte diante do surto de Influenza e a presença da variante Ômicron. Segundo a SEEC, o retorno das aulas será 100% presencial, da mesma forma que foi o encerramento do ano letivo de 2021. Ano passado, a rede estadual começou a transição do ensino remoto para o formato presencial em julho, com 30% dos alunos em sala de aula física. Em agosto, esse percentual de participação subiu para 60% e no mês de outubro o índice de 100% de permissão foi liberado. Todas as unidades seguiram o protocolo de biossegurança editado pela SEEC e o registro de casos positivos para covid-19 foi baixo.

Dessa forma, a rede estadual prepara o retorno das suas atividades para o ano letivo de 2022 dentro da tranquilidade esperada. No momento, a rede  processa as matrículas dos alunos veteranos, as solicitacões de transferências e recebe inscrições de quem deseja ingressar no ensino médio em tempo integral. “Desde 23 de dezembro, a rede estadual está com matrículas abertas para todos os alunos que querem frequentá-la, ofertamos mais de 292 mil vagas. Para todos esses que estão fazendo matrículas,  as vagas já consolidadas serão divulgadas no dia 25 de janeiro às 18h. Essa é a data em que os alunos e seus responsáveis vão saber se as matrículas foram aceitas. Sendo aceitas, devem apresentar os documentos exigidos pelas escolas em três dias para que essas matrículas sejam referendadas. Ao mesmo tempo, estudantes que queiram buscar vagas remanescentes têm entre o dia 31 de janeiro e 2 de fevereiro para fazê-lo”, explica o secretário Getúlio Marques.

Para o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública (Sinte/RN), o ano letivo de 2022 deve seguir o Documento Potiguar, publicação que estabelece diretrizes para retomada das atividades escolares, com o objetivo de subsidiar a elaboração de protocolos com orientações normativo-pedagógicas e de biossegurança. Elaborado pelo Comitê de Educação para Gestão das Ações de Combate à Pandemia da covid-19, o documento propõe estratégias como desinfecção dos ambientes escolares. adequações dos espaços físicos, com  recursos de sinalização e instalação de barreiras, entre outras adaptações para que esse retorno escolar seja seguro e siga as medidas necessárias de  proteção à vida.

De acordo com Ion Andrade, médico epidemiologista, precisamos acreditar na ciência que tem garantido a melhoria das condições gerais na sociedade. “Em primeiro lugar,  vivemos um momento de segurança geral em virtude das vacinas, que garantem condições de trabalho seguras tanto para profissionais da saúde quanto da educação. Boa parte do alunado também está vacinado, portanto é um contexto seguro do ponto de vista sanitário. É importante que todas as comunidades escolares sigam as orientações das Secretarias de Educação, órgãos que normatizam e ordenam essas questões e têm a obrigação de zelar pela saúde de todos”, comenta.

Para Andrade, funcionários e alunos que apresentem sintomas respiratórios não devem comparecer à escola. Em caso de contato com algum infectado por covid-19, devem cumprir com a quarentena recomendada antes de retomar suas atividades. “As escolas devem zelar pelo cumprimento das medidas necessárias, quanto ao uso de máscara, higienização das mãos e ventilação de ambientes. Além disso, devem criar uma relação de parceria com suas comunidades de alunos para realizar o monitoramento dos casos suspeitos, bem como assegurar que os casos sintomáticos não compareçam. Embora a variante  Ômicron tenha a peculiaridade de ser muito transmissível, as vacinas tem sido suficientes para evitar os casos graves de covid-19”, sinaliza.

Calendário será avaliado em Natal
Em virtude da suspensão das aulas durante o período de greve dos professores, a Secretaria Municipal de Educação de Natal ainda termina o ano de letivo de 2021 e precisou adiar o início das aulas para 2022. Com a aprovação do Conselho Municipal de Educação, o  calendário escolar tinha sido publicado em dezembro e iria começar no dia 9 de março, se  estendendo até o dia 30 de dezembro. Segundo a secretária adjunta Naire Capistrano, o calendário letivo de 2021 será encerrado até 11 de fevereiro e o início das aulas está previsto para 24 de março.

“A previsão de início do ano letivo de 2022 é em 21 de março, com atividades de formação docente e planejamentos coletivos. O novo calendário deverá ser encaminhado ao Conselho Municipal de Educação para análise e aprovação. O retorno será presencial. Atualmente, estamos com apenas 8% das unidades de ensino com atendimento não presencial, devido a reformas ou a obras, e a expectativa é o retorno de algumas dessas unidades. A SME tem seguido as orientações do Comitê Científico Municipal em relação às decisões relacionadas às questões de saúde pública. Acreditamos que as medidas sanitárias tomadas no momento evitarão o agravamento do surto da gripe e do avanço da variante Ômicron. Nesse sentido, espera-se que não haja atraso no calendário pelo aspecto epidemiológico”, informa a  secretária adjunta.

UFRN 
A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio do seu Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe), aprovou o calendário universitário de 2022 por unanimidade de votos, na manhã desta terça-feira (11). O cronograma prevê que o próximo período letivo de 2022.1 acontecerá de 28 de março a 30 de julho de 2022, com a retomada da regularidade das aulas presenciais.

Conforme a resolução aprovada,  o período de 2022.2 acontecerá de 22 de agosto a 23 de dezembro de 2022. O documento prevê ainda que o 2023.1 será realizado de 27 de fevereiro a 1° de julho de 2023. O período de 2023.2 será de 7 de agosto a 9 de dezembro de 2023. O Consepe decidiu ainda que, para o ano letivo de 2022, o cancelamento de cursos de graduação não será realizado por abandono de curso, decurso de prazo máximo ou insuficiência de desempenho, levando em consideração o atual cenário da pandemia da covid-19.


Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte