Rede pediátrica é ampliada com abertura de hospital municipal

Publicação: 2020-10-18 01:00:00
O Município de Natal começou a ampliar o atendimento de urgência e emergência pediátrica, disponibilizando o serviço nas cinco Unidades de Pronto-Atendimento da capital e na Unidade Mista de Mãe Luiza. Além disso, inaugurou o Hospital Municipal Pediátrico Nivaldo Junior, que funcionará de forma regulada, onde antes era o Hospital Sandra Celeste, recebendo pacientes encaminhados através de uma das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), ou pelas maternidades municipais Araken Pinto e Leide Morais.

Créditos: CedidaCinco Unidades de Pronto-Atendimento da capital fazem atendimento de urgência pediátricaCinco Unidades de Pronto-Atendimento da capital fazem atendimento de urgência pediátrica

Segundo a Prefeitura, os leitos de internação pediátrica passaram de 10 para 41 e os leitos de observação pediátrica dos atuais para 17 para 22.  “Considerando o número de leitos que tinha anteriormente é um avanço ter 50 leitos de pediatria. Mas ainda precisamos melhorar a porta de entrada nas outras unidades, como em Mãe Luíza e no Hospital dos Pescadores, nas Rocas, e aí já esbarra na falta de pessoal”, ressaltou a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Dalva Horácio.

Ainda sobre pediatria, Natal precisa avançar na cobertura vacinal, que ficou entre 63% e 89% nas crianças até um ano de idade, dependendo da vacina, com exceção da BCG na qual alcançou mais de 100% de cobertura em 2019, segundo o Relatório Anual da SMS.

Em menores de um ano de idade, exige-se a cobertura vacinal de 90% para vacina BCG e Vacina Oral de Rotavírus Humano. Para as demais vacinas a meta estabelecida é de 95% para D3 das vacinas Pentavalente e Poliomielite, D2 e reforço para Pneumocócica Conjugada e Meningocócica Conjugada C. Com um ano de idade a meta é de 95% na vacinas Tríplice Viral e 90% em campanhas de vacinação contra Influenza para as crianças de 6 meses a menores de 6 anos.