Redes divulgam teorias conspiratórias

Publicação: 2017-01-20 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
São Paulo (AE) - Um dos mais antigos integrantes da força-tarefa da Polícia Federal na Lava Jato em Curitiba, o delegado Márcio Anselmo chegou ontem a publicar uma mensagem nas redes sociais na qual levantou suspeitas sobre o acidente que matou o ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki. "Agora, na véspera da homologação da colaboração premiada da Odebrecht, esse ‘acidente’ deve ser investigado a fundo. Sinceramente, se essa notícia se confirmar, é o prenúncio do fim de uma era!"
ABREquipes de resgate tentam retirar os restos do avião e localizar os corpos no local do acidenteEquipes de resgate tentam retirar os restos do avião e localizar os corpos no local do acidente

Em novembro de 2014, Anselmo já havia causado polêmica nas redes sociais ao chamar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de "anta". "Alguém segura essa anta, por favor", escreveu.

O texto sobre o acidente foi apagado pouco tempo depois, mas alimentou uma corrente de teorias conspiratórias nas redes sociais sobre o episódio. Internautas também resgataram um post de maio do ano passado publicado no Facebook por Francisco Zavascki, filho de Teori, no qual ele fez um "alerta". "É óbvio que há movimentos dos mais variados tipos para frear a Lava Jato Penso que é até infantil imaginar que não há, isto é, que criminosos do pior tipo (conforme Ministério Público Federal afirma) resolveram se submeter à lei. Porém, alerto: se algo acontecer com alguém da minha família, vocês já sabem onde procurar. Fica o recado."

Internacional
A morte do ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, também teve repercussão na imprensa internacional na tarde de ontem e foi noticiada por veículos como os jornais norte-americanos The New York Times e The Wall Street Journal, os ingleses BBC e The Guardian e o espanhol El Pais, além de uma série de agências internacionais, como a francesa EFE.

"Um proeminente juiz do Supremo Tribunal Federal morreu em um acidente de avião no Rio de Janeiro. Teori Zavascki estava supervisionando uma investigação de corrupção em massa relacionada à empresa estatal de petróleo, a Petrobras", afirma a reportagem da BBC.

PERCURSO FEITO PELO AVIÃO:

Saiu de São Paulo às 13h01
Caiu próxim à ilha de Rasa (região de Paraty), distante 2 km da pista mais próxima

O AVIÃO
Avião de pequeno porte
Tipo: bimotor
Ano da fabricação: 2007
Capacidade: 7 passageiros, além do piloto

AS VÍTIMAS CONFIRMADAS
Cinco ocupantes do avião morreram na queda no mar:

Teori Zavascki
Ministro do Supremo Tribunal Federal desde 2012, era relator da Lava Jato. Tinha 68 anos.

Carlos Alberto Filgueiras
Empresário, dono do Hotel Emiliano e também da aeronave que caiu. Era amigo próximo de Teori. Tinha 69 anos.
   
Osmar Rodrigues
Piloto, utilizava o bimotor com a matrícula PR-SOM havia pelo menos seis anos. Tinha 56 anos.

A identidade de duas vítimas ainda não foram divulgadas pelas equipes de resgate.

A TRAJETÓRIA DE TEORI:
Nasceu em 15 de agosto de 1948 em Faxinal dos Guedes (SC);

Formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Era mestre e doutor em Direito Processual Civil pela mesma universidade;

Ingressou na advocacia em 1971;

Foi professor de Direito da UFRGS, da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UniSinos) e da Universidade de Brasília (UnB), além de advogado do Banco Central do Brasil;

Foi nomeado juiz federal em 1979 e exerceu cargos no Tribunal Regional Federal da 4ª Região entre 1989 e 2003. Ele chegou a presidir o tribunal

Teori também foi ministro do Superior Tribunal de Justiça de 2003 a 2012;

Em 2012, durante o governo Dilma, foi nomeado ministro do Supremo Tribunal Federal. Atualmente, era o relator dos processos da Lava Jato;

Teori tem seis publicações em direito de sua autoria, além de outros 28 em co-autoria.


continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários