Redução de datas no calendário da CBF faz FNF antecipar início do Estadual 2020

Publicação: 2019-10-05 00:00:00
A alteração promovida pela CBF no Calendário Nacional do Futebol, estendendo a realização da Série D do Brasileirão até novembro, que terá a forma de disputa alterada e, também, reduzindo o número de datas disponíveis para os Estaduais,vai obrigar a Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF) a antecipar o início do Campeonato Potiguar logo para primeira semana de janeiro.

Créditos: Adriano AbreuPresidente José Vanildo irá convocar clubes para o arbitral na próxima semana e lançar a propostaPresidente José Vanildo irá convocar clubes para o arbitral na próxima semana e lançar a proposta
Presidente José Vanildo irá convocar clubes para o arbitral na próxima semana e lançar a proposta

saiba mais

Na visão do presidente da FNF, José Vanildo, essa redução nas datas disponíveis para os estaduais, vai afetar muito os clubes nordestinos, que disputam além das competições locais, a Copa do Nordeste e a Copa do Brasil de forma quase simultânea.

“Quem está fazendo calendário está esquecendo desse detalhe que afeta uma boa parte dos clubes nordestinos. É através dos estaduais que os clubes obtêm qualificação para disputar as Copas do Nordeste e do Brasil, além da Série D do Brasileiro. Em 2020 pretendemos realizar o Campeonato Potiguar de forma enxuta, mas com a realização de finais para apontar os campeões dos turnos e depois do próprio Estadual. Então a medida da CBF irá nos forçar a antecipar o início da nossa competição”, afirmou José Vanildo.

O dirigente antecipou pretender marcar a primeira reunião do arbitral, com a finalidade de discutir o tema, já na próxima semana. Depois desse primeiro encontro, as propostas serão formuladas para que seja apresentadas os números de datas e quais serão usadas para Copa do Nordeste e a Copa do Brasil.

O fato de todos os clubes potiguares estarem inseridos na Série D, que ganhou mais dez datas, passando de 16 para 26, competição que será realizada no período de 3 de maio a 22 de novembro. Para José Vanildo facilita a tarefa do departamento técnico da FNF, que pode trabalhar melhor a tabela.

O calendário de 2020 contempla uma reivindicação de clubes da Série D, que era o aumento do número de datas de disputa do certame. A competição passa a ser disputada por 64 clubes, em sua fase principal, sendo precedida por uma fase preliminar que movimentará oito clubes.

Estes serão divididos em oito chaves, com jogos de ida e volta. Os quatro melhores de cada grupo se classificam para a segunda fase, totalizando 32. Estes se enfrentam em confrontos eliminatórios até a definição do campeão.

Já as oito fases da Copa do Brasil serão distribuídas em 19 datas, de 5 de fevereiro a 16 de setembro. Os clubes participantes da Libertadores entrarão a partir das oitavas de final, como tem ocorrido desde 2013. Um grande acerto deste ano será consolidado: as finais da Copa do Brasil foram antecipadas para setembro, a fim de evitar conflito com a fase decisiva do Campeonato Brasileiro e das copas continentais.




Leia também: