Cookie Consent
Esportes
Reencontro coloca ataques à prova
Publicado: 00:00:00 - 26/06/2022 Atualizado: 11:32:22 - 25/06/2022
O América tem um compromisso hoje diante do Retrô, na Arena Pernambuco, de natureza ímpar para o clube potiguar, que em conquistando os três pontos, praticamente irá carimbar a classificação para a segunda fase da Série D. O treinador João Brigatti sabe disso e antecipou que vai para o confronto disposto a arriscar, mandando a campo uma equipe ousada, ciente de sua qualidade para encarar qualquer rival dentro da competição. A meta é se manter na zona de classificação após os 99 minutos. A partida tem o início previsto para às 16 horas.
Caninde Pereira
Com o objetivo de dar um salto para cima na tabela de classificação, os jogadores alvirrubros tiveram mais uma semana forte de trabalho visando bater o líder Retrô

Com o objetivo de dar um salto para cima na tabela de classificação, os jogadores alvirrubros tiveram mais uma semana forte de trabalho visando bater o líder Retrô

Para vinha criticando a atuação americana diante do Globo, o comandante americano destaca ter gostado do comportamento da equipe na vitória diante do Globo, que segundo Brigatti realizou a sua melhor atuação dentro da Série D, justamente no clássico realizado na Arena das Dunas.

"O América se comportou bem contra o Globo, buscou o resultado positivo a todo momento e acabou sendo premiado com um gol muito bonito de Téssio", afirmou. Por sinal, com o gol salvador, o meio-campista entrou na briga por uma vaga de titular na equipe diante do Retrô.

"O gol foi fruto de muito trabalho nos treinamentos e ocorreu num momento importante da partida diante do Globo. Vou continuar me ficando para quando o treinador necessitar de mim eu entre e possa dar conta do recado", destacou Téssio.

A preocupação dos treinamentos na última semana de trabalho foi com o desenvolvimento ofensivo do lado esquerdo da equipe, que na visão de Brigatti ainda não está no nível desejado e concertando isso para o primeiro boa dois confrontos seguidos contra os adversários pernambucanos do grupo 3, o Alvirrubro irá se mostrar um adversário ainda mais perigoso.

"Precisamos fazer pelo lado esquerdo o que estamos desenvolvendo na direita para que possamos ficar mais efetivos em termos ofensivos", salienta.

A ideia fixa do treinador é levar o América ao acesso, ele aponta que a jornada está sendo muito pesada devido ao nível de responsabilidade que recai sobre o grupo e toda comissão técnica.

"Nós precisamos e vamos tirar o América dessa situação. O desgaste é muito grande devido a essa grande vontade que a gente tem de cumprir o nosso objetivo", frisou. A longa estada do grupo na Série D, segundo o treinador, prejudica, inclusive, a chegada de reforços.

"É muito difícil chegar reforços, não é por questão do clube. Conseguimos trazer Iago e fomos atrás de outros atrás para trazer mais experiência, mas está complicado. O jogador sempre cria situações negativas para evitar vir para um clube da Série D. É com esse elenco que teremos de buscar a classificação", disse.
Caninde Pereira
João Brigatti terá retornos importantes. Ele terá à disposição o meia Felipinho, Araújo e Rômulo

João Brigatti terá retornos importantes. Ele terá à disposição o meia Felipinho, Araújo e Rômulo

Em relação à pontuação necessária para garantir presença na segunda fase, os matemáticos apontam que para não depender de mais nada, um clube deve chegar aos 23 pontos, mas o comandante americano reforçou que prefere trabalhar sem margens, aprontando o grupo para uma batalha de cada vez.

"Não estamos trabalhando em cima de pontuação, trabalhamos jogo a jogo. Serão duas partidas que teremos pela frente agora, ambas em Pernambuco, que acredito, serão determinantes para a nossa classificação", destacou.  

Um dos pontos fortes no desempenho do América na Série D é o comportamento do sistema defensivo, que sofreu apenas quatro gols em onze rodadas, sem que necessariamente a equipe seja obrigada a entrar em campo com um esquema de retranca. Os atletas lá de trás dividem os méritos com todos os companheiros, pois consideram o fato a conquista de todo o grupo.

Mas um jogador em especial, o goleiro Bruno Pianissolla se mostra especificamente satisfeito com o sucesso obtido e comemora.

"É bacana saber que estamos apresentando esse bom desempenho. Todos nós trabalhamos forte para conquistar esse bom rendimento. Temos de compartilhar o momento com todos que trabalham e treinam o nosso sistema defensivo. O nosso trabalho é muito árduo e o nosso objetivo é manter essa solidez defensiva que a equipe vem apresentando", disse.

O goleiro americano acredita que o time vem mostrando evolução e que nesta reta final de primeira fase,terá de aumentar o nível de competição para fazer bons jogos nas duas próximas rodadas e trilhar o caminho para a classificação.

"Sabemos que diante do Retrô teremos um jogo muito difícil, com um grau de dificuldade até maior daquele primeiro encontro em Natal. É um adversário com um grupo bastante qualificado, mas vamos a campo com a ambição de trazer um grande resultado. Sabemos que teremos de travar uma grande batalha, mas acreditamos no potencial da nossa equipe e sabemos que temos condições de lutar pela vitória mesmo na casa do adversário", salientou.

O volante Araújo, que retorna ao grupo titular depois de ficar fora da partida diante do Globo, tratando um processo inflamatório, concorda com o companheiro, também acredita num jogo de muitas dificuldades, mas é outro que mostra otimismo na conquista de um bom resultado.

"O Retrô é uma equipe muito forte e bem treinada, já mostraram isso na partida realizada aqui na Arena das Dunas. Eles atacam e se defendem muito bem, tanto que possuem uma zaga pouco vazada também, e acredito na realização de um grande duelo. Também acho que temos totais condições de ir a campo com a ambição de trazer os três pontos", salientou.

O time potiguar vai encarar o Retrô que vive um momento de oscilação dentro do grupo e não vence há duas partidas. O lateral-esquerda Mayk, taxa a situação como normal, uma vez que a arrancada dada na competição foi muito forte e agora o grupo sente um pouco o peso do cansaço. Mas o jogador acredita que a tendência é ocorrer uma melhora.

“Queremos ser os melhores sempre. Foi assim no Estadual e agora não é diferente. Sem dúvida, uma competição como o Brasileiro exige um poder de decisão maior e não admite um rendimento muito irregular, digamos, por isso, é importante que a gente faça um grande jogo contra o América e conquiste a vitória em casa”, afirmou.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte