Relatório vê erros de gestão no ABC

Publicação: 2019-10-26 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A temporada de 2019 mostrou um ABC disperso em termos financeiros e com descontrole entre receitas e despesas. Tanto que a folha do futebol do clube mais que dobrou durante a realização da Série C, batendo a casa dos R$ 594 mil. A estratégia para livrar o clube do rebaixamento acabou sendo dispendiosa e a hora de pagar a conta chegou. O presidente Fernando Suassuna, disposto a apertar a torneira do caixa, projeta gasto de apenas R$ 180 mil com a folha do futebol em 2020.

Presidente Fernando Suassuna decidiu apertar os gastos e limitou a folha salarial a R$ 180 mil
Presidente Fernando Suassuna decidiu apertar os gastos e limitou a folha salarial a R$ 180 mil

A medida visa fazer ter condições, com o que arrecadará, manter a folha salarial dos jogadores e funcionários em dia, que é uma das exigências realizadas pelo treinador Francisco Diá. O relatório da Footway demonstra que o clube vem sofrendo seguidos prejuízos de caixa e que não tem mais condições de conviver com o descontroles na contas.

O documento também aponta algumas soluções para combater o desequilíbrio entre as receitas.  Uma das principais batalhas daqui por diante será fortalecer o programa de sócio torcedor, que chegou em setembro de 2019 com apenas 912 adimplentes.

O problema se estende também ao que antes era visto com um filão de arrecadação, que é a venda de cadeiras cativas no estádio Frasqueirão. Das 2.146 cadeiras disponíveis, apenas 742 se encontram locadas atualmente, dessas, 396 proprietários se encontram adimplentes.

Neste caso, uma das principais reclamação ante ao atraso no pagamento, está na falta de contrato entre as partes. O cessionário é uma das categorias de sócio patrimonial e, deste modo, a cadeira seria sua propriedade. Estima-se que a receita frustrada desse item chegue a R$1.367.260,00.

A projeção de faturamento do Alvinegro para temporada de 2020 é de 4.882.669,67, tendo como principal fonte de arrecadação os repasses realizados pela Liga do Nordeste que devem responder, em média pela entrada de R$ 1,5 milhão no caixa do clube.

Frente ao exposto na documentação disponibilizada pelo clube potiguar, os auditores da Footway apontaram que a  folha de pagamento, sem encargos, não deve ultrapassar 60% do valor médio recebido por mês. Sendo assim, se a previsão de recebimento médio é de R$406 mil, a folha média mensal não deverá ultrapassar R$244 mil. Esse valor só poderá ser superado em caso de incremento de receitas

Em relação a essa parte de finanças, o relatório indica que “As projeções aqui apresentadas têm o objetivo de semear uma cultura de planejamento ainda inexistente no Clube. Os dados disponibilizados pelo Clube ainda são insuficientes para garantir a confiabilidade necessária e a melhoria da qualidade destas informações deve ser uma das principais atribuições da diretoria responsável”.

Copa do Nordeste
A CBF realizou o sorteio dos mandos de campo nos clássicos estaduais da primeira fase da Copa do Nordeste de 2020. Com relação aos clubes potiguares, o ABC levou a melhor sobre o América e irá fazer o confronto da competição regional como mandante, no Frasqueirão.

Prevista para iniciar no final de janeiro ou, no máximo, na primeira semana de fevereiro, a Copa NE contará ainda com dois confrontos pernambucanos, ambos envolvendo o Sport, um contra o Santa Cruz e um contra o Náutico. Mas neste caso específico foi definido apenas a ordem do choque entre o Rubro-Negro e o Tricolor do Arruda, que será realizado na Ilha do retiro. A CBF alegou motivos operacionais e não definiu o mando de campo diante do Náutico, que será feito durante a divulgação da tabela.

Com o modelo de disputa igual ao realizado em 2019, com os clubes divididos em dois grupos de oito e atuando um contra o outro, a fórmula terá sete confrontos estaduais na primeira fase, dos quais seis já tiveram os detentores do mando decididos.  Bahia, no clássico com o Vitória; Fortaleza, contra o Ceará; CRB, contra o CSA; ABC, contra o América e Frei Paulistano, contra o Confiança. Os clubes mandantes estão, todos no Grupo A, junto a Botafogo/PB e River/PI, únicos representantes de seus estados. Os visitantes, integram o Grupo B, ao lado do Náutico, terceiro de Pernambuco na ranking da CBF, e Imperatriz, único maranhense.

Números
396 Número de proprietários que estão pagando as os títulos de cadeiras cativas no Frasqueirão em dia, do total de 2.146.







continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários