Reportagem sobre eólicas da Tribuna ganha prêmio Fiern

Publicação: 2014-12-11 00:00:00
A reportagem “Eólica: Nova indústria, novas oportunidades”, da Tribuna do Norte, venceu o Prêmio Sistema Fiern de Jornalismo 2014, promovido pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern). A reportagem foi vencedora na categoria webjornalismo e conquistou, com este, o seu quarto prêmio este ano – incluindo um regional e dois nacionais. Este também foi o 19º prêmio de jornalismo conquistado pela Tribuna do Norte desde 2013.

Os vencedores do prêmio Fiern foram anunciados ontem, em solenidade na Casa da Indústria.

“Eólica: nova indústria, novas oportunidades” (www.tribunadonorte.com.br/eolica) mostra um “vendaval” de empregos e investimentos associado à energia eólica e os desafios do setor na área de qualificação profissional. Textos, vídeo reportagens e infográficos ajudam a mostrar impactos, riscos e soluções do problema.

Foram três meses de apuração que envolveram viagens, além de entrevistas com empresas, trabalhadores, instituições de ensino e analistas brasileiros e estrangeiros.

A reportagem é assinada pelas jornalistas Renata Moura e  Cledivânia Pereira, os vídeos foram produzidos pela TV Tribuna (Bernardo Luiz (Edição), Diego Ciríaco e João Victor Wanderley); as artes são de Camila Cahú e o website foi desenvolvido pela equipe de Tecnologia da Informação da TN (Kauê Pereira e Jonathas Rangel Berico). Há fotos de Ana Silva, Adriano Abreu, Alex Régis, Cledivânia Pereira e Júnior Santos.
Renata e Clevidânia recebem prêmio de jornalismo da Fiern
O mesmo trabalho venceu este ano o prêmio CNI de Jornalismo, da Confederação Nacional da Indústria, e o prêmio CNH de Jornalismo Econômico, ambos na categoria nacional Internet. A reportagem venceu ainda o Prêmio Estácio de Jornalismo, na categoria regional.

A 9ª edição do Prêmio Sistema FIERN de Jornalismo distribuiu mais de R$ 60 mil entre os trabalhos vencedores. Foram premiadas as melhores reportagens por categoria, e entre estas, a que foi considerada a “Grande Vencedora”, que levou o prêmio de R$ 8 mil. Os primeiros lugares receberam R$ 5 mil e os segundos lugares R$ 3 mil.

Puderam concorrer trabalhos veiculados em jornais, rádios, revistas, blogs, sites e portais no período de 1º de outubro de 2013 a 30 de outubro de 2014.

Foram consideradas válidas as reportagens que tinham relação direta com o setor industrial do Rio Grande do Norte.

Esta edição incorporou algumas mudanças. A partir deste ano o Prêmio ocorreu anualmente e o envio dos trabalhos se deu pelo e-mail (premiojornalismo@fiern.org.br).

Foram mantidas as mesmas categorias da última edição: Jornalismo Impresso, Fotojornalismo, Webjornalismo, Radiojornalismo, Telejornalismo e categoria especial Estudante. Com uma alteração, na categoria Estudante puderam concorrer trabalhos veiculados em jornais, rádios, revistas, blogs, sites. Antes, só poderiam concorrer reportagens publicadas on line.

A comissão julgadora foi formada por um representante da Fiern e três jornalistas indicados pela Unidade de Comunicação da Federação das Indústrias.

VENCEDORES

WEBJORNALISMO
1º Renata Moura e Cledivânia (Reportagem “Eólica – Nova indústria, novas oportunidades”)
2º Esdras Marchezan Sales (Reportagem “Garimpeiros: vida e morte embaixo da terra”)

JORNALISMO IMPRESSO
1º Tallyson de Moura Silva (Série “Passaporte para o emprego”)
2º Paulo Vitor Nascimento (Reportagem “Mina Grande do Norte”)

FOTOJORNALISMO
1º Fábio Cortez (“Mina Brejuí”)
2º Ney Douglas (“Empregos canalizados”)

TELEJORNALISMO
1º Antônio Coelho (Reportagem "Fechamento Alpargatas")
2º Márcia Melo (Reportagem “Qualificação profissional”)

RADIOJORNALISMO
1º Tárcio Araújo (Reportagem “A crise do ouro negro”)
2º Divino Rufino da Silva Júnior (Reportagem “CIOSP: Big Brother da Segurança Pública a serviço das indústrias potiguares”)

ESPECIAL ESTUDANTE
1º Keydson Renato Júnior (Reportagem “Fruticultura em Mossoró”)
2º Geraldo Jerônimo (“Produção de manga no Vale do Assu”)

GRANDE VENCEDOR
Tallyson de Moura (Série “Passaporte para o emprego”)

Leia também: