Resolução do partido fala em traição

Publicação: 2016-04-15 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Em resolução assinada por seu presidente estadual, Eraldo Daniel Paiva, o Partido dos Trabalhadores (PT) no Rio Grande do Norte explica a saída do governo Robinson Faria, em função do apoio deste ao impeachment da Presidenta da República. O PT sai do governo ao fim de uma parceria de 16 meses, por entender que o posicionamento do PSD no Estado “é injustificável e contradiz com o discurso do governador nos últimos dois anos”.

O presidente do PT aponta, na resolução, que o partido “não compactua com tamanha traição ao projeto político  que viabilizou sua candidatura e o ajudou a se eleger Governador do Estado”.

A resolução do PT diz, ainda, que o partido se pauta pela coerência e na defesa e implementação de um projeto nacional, democrático e popular para o país: “Por isso, tendo feito uma coligação vitoriosa nas eleições de 2014, refletindo, estadualmente, uma aliança entre o PT e o PSD, pretendia ultrapassar o ano eleitoral e consolidar, de fato, uma união em prol do desenvolvimento e avanços sociais no RN e no Brasil’.

Segundo a resolução, o PT diz ter cumprido o seu papel no período em que ficou no governo Robinson Faria, e pode, durante esse tempo, “trabalhar com afinco, em consonância com o Governo Federal, pela implantação de políticas públicas de transformações sociais para a juventude, mulheres, educação, cultura e assuntos relacionados ao campo, com ênfase na agricultura familiar”.

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários