Resposta imediata

Publicação: 2019-10-10 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Pedro Alves está experimentando a rápida e intensa repercussão da tevê. No ar como o Guga de “Malhação”, o ator de 26 anos ficou surpreso com a reposta positiva da cena em que seu personagem beijou Serginho, papel de João Pedro Oliveira. Inicialmente, Pedro pensou que a sequência fosse ser rejeitada por parte do público. “Achava que poderia ser um momento em que eu tivesse de enfrentar o ódio e não foi o que aconteceu. Vi milhares de pessoas compartilhando o beijo como algo bom, pessoas festejando o amor e o respeito. Uma parte muito pequena criticou, mas foi infinitamente menor do que as pessoas que vibraram”, comemora.

Pedro Alves
Pedro Alves vive o personagem Guga em Malhação

Nos últimos capítulos da história de Emanuel Jacobina, Guga revelou aos pais sua sexualidade. Acolhido pela mãe, ele enfrenta a resistência do pai. Pedro tem sido bastante abordado pelo público para comentar a trama de seu personagem. “Sinto que o público aceitou o Guga como ele é. Mas, sim, o maior número de mensagens vem pela internet, de jovens e mães que se identificam com a história. Tento responder o máximo que consigo. Sinto que preciso! Mas não posso aconselhar da mesma forma para todos porque cada família é estruturada de uma forma diferente. Mas sempre recomendo ir por um lado que não seja do enfrentamento”, aponta Pedro, que ressalta a função social da trama adolescente. “Sempre vou estar a favor de questões baseadas no respeito. Isso representa muito para mim! A questão sobre a homossexualidade do Guga é chamar a família para conversar diante da tevê para que todos consigam se entender e conviver com suas diferenças. É trazer histórias de vida que precisam ser contadas. É uma luta contra o desentendimento e a favor da pluralidade”, completa.

Mistura de gerações
A trama de “Desalma”, nova série original Globoplay, contará com nomes de peso, como Cassia Kis e Claudia Abreu. Porém, a produção também traz um elenco inédito, em sua maioria de São Paulo, Santa Catarina, Porto Alegre, Minas Gerais e Rio de Janeiro. As duas fases contadas em linhas narrativas paralelas influenciaram na escalação. Além das características físicas do leste europeu, os atores precisavam ser parecidos. “Os atores ainda desconhecidos representam 75% do nosso elenco. Eles estão em papéis de destaque da história. Ao mesmo tempo, temos nomes fortes da dramaturgia como Cassia Kis, Claudia Abreu e Maria Ribeiro em personagens diferentes do que estamos acostumados a vê-las”, pontua Carlos Manga Jr., diretor artístico.

Operário da arte
Paulinho Serra, que está no ar na nova temporada do “Vai Que Cola”, do Multishow, também investe fora da tevê. Desde setembro do ano passado, ele é responsável pelo projeto Borarir, que leva aos palcos do Rio de Janeiro uma nova geração de comediantes. Além de garimpar talentos e trazê-los para a cena fluminense, o projeto tem como intuito atrair um público específico para os períodos de menor movimento nos bares, restaurantes e shoppings do estado. “Nesse primeiro ano de existência, o resultado é muito satisfatório. Mas é só o começo. Temos muito a conquistar. A cada dia, surge um novo talento que precisa ser estimulado”, vibra.

Em alto mar
A edição “Masterchef – A Revanche” contará com provas grandiosas. Na nova temporada, os competidores irão cozinhar na maior embarcação da Marinha brasileira, o Porta-Helicópteros Multipropósito Atlântico. Com mais de 200 metros de comprimento e tripulação de 300 pessoas, o Atlântico é tão grande que tem capacidade para operar até sete helicópteros no convés.

Foi bem
A estreia da segunda temporada de “Filhos da Pátria”, da Globo. A série escrita por Bruno Mazzeo voltou com texto afinado na crítica política e social. Uma produção que diverte e faz pensar ao mesmo tempo.

Foi mal  
Para a sequência em que Fabiana, papel de Nathalia Dill em “A Dona do Pedaço”, denuncia Maria da Paz, de Juliana Paz, ao credor. A vilã discutiu a situação financeira da boleira com os funcionários do banco. Difícil acreditar que uma instituição financeira revelaria dados financeiros de seus clientes para desconhecidos.









continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários