Resultado de licitação para construção do Ramal Apodi sai nesta quinta-feira, anuncia MDR

Publicação: 2020-12-23 00:00:00
O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), que concentra as ações federais de segurança hídrica e revitalização de bacias hidrográficas, definirá nesta quinta-feira (24) a empresa e o orçamento final para a execução das obras civis do Ramal do Apodi, que teve o processo de licitação aberto em outubro deste ano.  O Ramal Apodi é o trecho final do Eixo Norte do Projeto São Francisco. A obra está orçada em R$ 1,77 bilhão e beneficiará cerca de 750 mil pessoas em 48 municípios do Ceará, da Paraíba e do Rio Grande do Norte. O anúncio foi feito nesta terça-feira (22) pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, ao apresentar o balanço  das ações do órgão em 2020. 

Créditos: ARQUIVORamal Apodi, trecho final do Eixo Norte, beneficiará cerca de 750 mil pessoas em 48 municípios do Ceará, da Paraíba e do RNRamal Apodi, trecho final do Eixo Norte, beneficiará cerca de 750 mil pessoas em 48 municípios do Ceará, da Paraíba e do RN

Segundo o MDR, o pregão eletrônico modalidade RDC integrado, será aberto às 10h desta quinta-feira, através do site comprasnet, do governo federal. A classificação das empresas será feita pelo menor preço. A partir da classificação, será feita a análise acerca dos critérios técnicos. “Se a primeira colocada não se enquadrar, será feita a análise da segunda colocada e, assim sucessivamente, até uma empresa atender os critérios técnicos da licitação”, informou o Ministério. A empresa vencedora ficará responsável pelas obras civis, aquisições, montagens, comissionamento, pré-operação, e elaboração de projetos executivos complementares do Trecho IV - Ramal do Apodi do projeto de Integração do rio São Francisco com bacias hidrográficas do Nordeste setentrional.

“Esta é a última etapa do Projeto de Integração do Rio São Francisco, que vai permitir que milhares de nordestinos do Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte tenham acesso à água, um bem tão valioso, especialmente para o povo que reside no semiárido”, destacou Marinho. 

O Ramal do Apodi/Salgado terá 115,3 quilômetros de extensão. A água será transportada por gravidade a partir do Reservatório Caiçara, na Paraíba, até o Reservatório Angicos, já no Rio Grande do Norte. A vazão será de 40 m³ por segundo até o quilômetro 26, de onde deriva o Ramal do Salgado, que levará as águas para o estado do Ceará. Após essa derivação, a vazão será de 20 m³ por segundo. Toda a infraestrutura contará ainda com três áreas de controle, 23 trechos de canais, com extensão de 96,7 quilômetros, sete aquedutos, oito rápidos e um túnel. O ramal ampliará, também, a irrigação em 700 mil hectares, na região da Chapada do Apodi, na fronteira do Ceará com o Rio Grande do Norte. A previsão é que a estrutura seja construída em quatro anos a partir da assinatura da ordem de serviço.

O Rio Grande do Norte será o estado com maior quantidade de municípios beneficiados pelas águas do ‘Velho Chico’ transportadas pelo Ramal: 32, com população estimada em 478 mil pessoas. A porta de entrada do recurso hídrico será a cidade de Major Sales, de onde será transportado para o Rio Apodi, que banha Mossoró, segunda maior municipalidade do estado e importante polo regional do Nordeste.

Com a chegada das águas no Rio Apodi, o Projeto São Francisco será interligado aos açudes Pau dos Ferros e Santa Cruz, dois dos principais reservatórios potiguares, ampliando a oferta hídrica para o desenvolvimento de atividades agrícolas no perímetro da Bacia do Apodi, que tem alto potencial de solo e localização privilegiada para a exportação de alimentos para o exterior.

A região oeste da Paraíba também será diretamente beneficiada pela construção do Ramal do Apodi/Salgado, impactando positivamente a vida de cerca de 109 mil pessoas em sete cidades. Além disso, a expectativa é que as novas condições de segurança hídrica beneficiem a região de Cajazeiras e aumentem a capacidade produtiva dos projetos de irrigação Lagoa do Arroz e Várzea da Ema, já implantados, e de áreas ribeirinhas ao longo do Rio Cacaré. Por sua vez, 170 mil pessoas de nove municípios cearenses serão beneficiadas por mais esse trecho do Projeto de Integração.

Municípios atendidos
RIO GRANDE DO NORTE
• Água Nova
• Alexandria
• Antônio Martins
• Apodi
• Felipe Guerra
• Frutuoso Gomes
• Governador Dix-Sept Rosado
• Itaú
• João Dias
• José da Penha
• Lucrécia
• Luís Gomes
• Major Sales
• Marcelino Vieira
• Martins
• Mossoró
• Olho-d’àgua do Borges
• Paraná
• Pau dos Ferros
• Pilões
• Portalegre
• Rafael Fernandes
• Riacho da Cruz
• Riacho de Santana
• Rodolfo Fernandes
• São Francisco do Oeste
• Serrinha dos Pintos
• Severiano Melo
• Taboleiro Grande
• Tenente Ananias
• Umarizal
• Viçosa

CEARÁ
• Aurora
• Baixio
• Cedro
• Farias Brito
• Granjeiro
• Ipaumirim
• Lavras da Mangabeira
• Umari
• Várzea Alegre

PARAÍBA
• Bom Jesus
• Cachoeira dos Índios
• Cajazeiras
• Poço de José de Moura
• Santa Helena
• Triunfo
• Uiraúna


Confira vídeo: 











Leia também: