Resultado dos Melhores Vinhos do Brasil pelo Wines of Brazil Awards 2019

Publicação: 2019-07-05 00:00:00
Gilvan Passos
gilvanpassosvinhos@gmail.com

Realizado entre os dias 28 a 30 de  junho último, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, o certame avaliou 1.200 rótulos, de 156 vinícolas em 50categorias, divididas por tipo, método,casta, faixa de preço e absoluto. As degustações às cegas foram realizadas por um júri de 12 especialistas, com a tarefa de atribuir a cada amostra uma nota de 80 a 100 pontos. Aquele que alcança a maior pontuação é eleito o melhor dentro de sua categoria e o vinho de maior pontuação geral é eleito o absoluto da competição. Os vinhos concorreram a 4 medalhas:

Créditos: DivulgaçãoMiolo, do Vale dos Vinhedos levou 14 medalhas na competição e o posto de melhor vinho de sobremesa. Suzin levou sete medalhas e o destaque foi para Bianco Macerato 2011 da Lidio CarraroMiolo, do Vale dos Vinhedos levou 14 medalhas na competição e o posto de melhor vinho de sobremesa. Suzin levou sete medalhas e o destaque foi para Bianco Macerato 2011 da Lidio Carraro
Miolo, do Vale dos Vinhedos levou 14 medalhas na competição e o posto de melhor vinho de sobremesa. Suzin levou sete medalhas e o destaque foi para Bianco Macerato 2011 da Lidio Carraro

Platinum, para pontuação igual ou superior a 93 pontos, Grand Gold, para pontuação igual a 91 ou 92 pontos, Gold para pontuação igual a 88 ou até 90 pontos, e Commended para pontuação igual a 85 ou até 87 pontos. O resultado da competição trouxe gratas surpresas, com destaque para o Pizzato DNA99 safra 2014 que alcançou a marca de 94 pontos e foi eleito o melhor vinho do Brasil.

Outros rótulos que também pontuaram acima de 92 pontos foram os Vinhetica Terroir d´Élegance, da Campanha Gaúcha, o Milantino Gran Vino 2008 e o Milantino Gran Reserva 2005, do

Vale dos Vinhedos, e ainda o paulista Guaspari Vista do Lago Chardonnay 2016 de Espírito Santo do Pinhal.

Nome já consagrado, a Miolo, do Vale dos Vinhedos, conquistou mais de 14 medalhas na competição desse ano e ainda o posto de melhor vinho de sobremesa com o seu Late Harvest 2012. Já a catarinense Suzin, levou nada menos do que 7 medalhas. Da região dos Altos Montes, Luiz Argenta Rosé Nature e Viapiana 575 foram imbatíveis entre os espumantes Nature e Extra Brut.

Destaque também para o incrível Bianco Macerato 2011 da Lidio Carraro, melhor laranja do país.  Veja a Relação dos Espumantes Vencedores da Prova.

Vencedores

Espumante Prosecco: Livimport Ferragani Prosecco, Serra Gaúcha;

EspumanteBrut Branco Charmat: Aurora Procedências Brut, Serra Gaúcha;

Espumante Brut Branco Tradicional: Don Giovanni Brut, Pinto Bandeira;

Espumante Extra Brut Branco: Maximo Boschi;

Biografia Extra-Brut 36 meses 2012, Vale dos Vinhedos;

Espumante Nature Branco:Viapiana 575, Altos Montes;

Espumante Nature Sur Lie -“Extra-Classe”: Valmarino;

Nature Sur Lie 2015, Pinto Bandeira;

Espumante Brut Rosé Charmat: Adolfo Lona Brut Rosé, Serra Gaúcha;

Espumante Brut Rosé Tradicional: Vinhetica Terroir d´Éffervescence Brut Rosé, Campos de Cima da Serra;

Espumante Extra Brut Rosé: Victoria Geisse Extra;

Brut Rosé Vintage, Pinto Bandeira;

Espumante Nature Rosé: Adolfo Lona Mulier  Nature Rosé, Serra Gaúcha;

Espumante Demi-Sec Branco: Ferracini Demi-Sec, Penápolis – SP;

Espumante Demi-Sec Rosé: Panceri  Demi-Sec Rosé, Tangará do Sul – SC. Espumante Moscatel;

“Extra-Classe”: Cave Antiga Moscatel Antigo 2010, Farroupilha;

Espumante Moscatel Branco: Aurora Moscatel, Serra Gaúcha;

Espumante Moscatel Rosé: Casa Perini Moscatel Aquarela;

Rosé, Farroupilha Garibaldi Moscatel Rosé, Garibaldi – RS;

Espumante Absoluto: Don Giovanni Brut, Pinto Bandeira.

Na próxima semana, nesta coluna, serão divulgados os vinhos brancos e tintos por castas, sobremesas brancos, sobremesas tintos, vinho de corte branco e vinho de corte tinto e brandy vencedores desse grandes certame Wines of Brazil Awards.