Retomada das obras

Publicação: 2020-10-21 00:00:00
Luiz Antônio Felipe 
laf@tribunadonorte.com.br

A Federação Nacional dos Engenheiros defende a retomada de obras públicas paralisadas. A proposta visa a recuperação pós-pandemia e abrange áreas de habitação, saneamento e logística. Hoje, às 16 horas, a Federação lança um documento, em evento online. A entidade que representa cerca de 500 mil profissionais no País, criou o projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento” e com a nova publicação: “Recuperação pós-pandemia”, defende o reinício das obras públicas, para gerar empregos não só à categoria, mas também aos demais trabalhadores do setor, além de fomentar toda a cadeia produtiva da construção.

CONCESSÃO 
O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decide o futuro da Linha Amarela do Rio de Janeiro. O julgamento, pela Corte Especial do tribunal, será de importância fundamental para a tomada de decisão de investidores sobre futuras concessões.

CAPITAL
O Grupo BIG, controlador do Bompreço, Sam’s Clube e Maxxi, registra lucro de R$ 3 bilhões e anuncia a abertura do capital (IPO), para a expansão dos seus negócios, em diversas bandeiras. Já a operadora de turismo CVC tem prejuízo de R$ 252 milhões no 2º trimestre, com projeção de crescimento de agosto para cá.

PLANTIO
O retorno das chuvas ainda é muito irregular e boa parte do país não tem condição para iniciar o plantio, pelo menos por enquanto. A cada dia de adiamento do plantio, os preços sofrem mais pressão, embora a safra norte-americana esteja sendo colhida e ameniza a alta dos preços.

COTAÇÕES 
Logo pela manhã, o dólar rondou a estabilidade de olho na segunda onda da Covid-19 e expectativa de estímulo nos EUA. Ao fim dos negócios o dólar e o euro fecharam em sentido oposto. O dólar a R$ 5,612, alta de 0,22% e o euro a R$ 6,350, alta de  +0,69%. O Ibovespa voltou aos 100 mil pontos (100.540), alta de 1,91%. O barril de petróleo (spot) fecha em alta diante do risco gerado por possível acordo nos EUA. Alta de + 0,89% a  US$ 41,58.

NEGOCIAÇÕES BILATERAIS
Analistas acreditavam que a saída da Argentina das negociações do bloco Mercosul poderia acelerar a permissão para acordos bilaterais que o Brasil já estava defendendo. As negociações com países europeus estão em andamento. O problema agora é a preservação ambiental que está na mesa das negociações. Enquanto a Europa briga com o Brasil por conta da preservação da Amazônia, o Ministério da Agricultura e Pecuária faz uma parceria com a Alemanha para o desenvolvimento da bioeconomia. O objetivo é buscar soluções tecnológicas, produtos, serviços e processos baseados no uso industrial da biomassa e de plantas medicinais e aromáticas. Outras parcerias estão sendo negociadas.

ACORDOS 
O acordo comercial com os Estados Unidos e com outros países como o Peru estão em andamento. A China acusa EUA de intromissão em relações comerciais após declaração sobre o Brasil. O Ministério das Relações Exteriores da China diz que políticos dos Estados Unidos estão interferindo em negociações.

SAÚDE (I) 
Muitos empresários e grupos capitalizados estão buscando investir no setor de saúde privado. Eles estão de olho na inflação médica, que serve de parâmetro para aplicação de reajustes por operadoras. Esses reajustes são de três a quatro vezes superiores à inflação geral, um negócio fácil para se ganhar dinheiro.

SAÚDE (II) 
Há quem defenda mudanças na saúde suplementar no pós-pandemia. Seria uma revisão como os pacientes são atendidos e como os prestadores de serviço são pagos, para que mais pessoas tenham acesso à saúde e para que o setor seja sustentável. Uma das opções é investir mais na Atenção Primária à Saúde (APS), que tem o poder de coordenar o cuidado e regular melhor o uso da assistência à saúde.

ATENDIMENTO 
Muitos clientes dos cartões Itau e certamente do banco estão reclamando do novo sistema de atendimento pela Internet. A nova página ficou confusa dificultando cada vez mais o acesso às informações. Vai contra o que diz o Código de Defesa do Consumidor, segundo um especialista. 

DÍVIDAS 
Além de fazer poupança e de consumir mais, o brasileiro está buscando negociar suas dívidas. Na Caixa Econômica essa negociação alcança R$ 1 bilhão de dívidas regularizadas na campanha “Você no Azul 2020”. Mais de 177 mil contratos comerciais de pessoas físicas e empresas já foram quitados.

CORREIOS 
Mais uma evolução dos canais de atendimento. Os clientes dos Correios atendidos pelas redes sociais e via Chat, podem contar agora com mais uma inovação nos canais de relacionamento. Seja pela internet ou telefone, a Carol - Correios Atendimento e Relacionamento Online - está preparada para oferecer uma melhor experiência aos clientes, 24 horas, nos 7 dias da semana.








Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.