Reunião na CBF acaba em discussão

Publicação: 2020-09-25 00:00:00
A ideia era debater a possibilidade de volta do público aos estádios, mas o encontro promovido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) através de videoconferência nesta quinta-feira, com presidentes das federações e representantes dos clubes da Série A, terminou com um tremendo bate-boca entre o presidente a entidade máxima do futebol nacional, Rogério Caboclo, e o presidente da Federação Carioca de Futebol, Rubens Lopes, com trocas de acusações de lado a lado. 

No encontro cuja pauta também tinham outras questões, ficou definido que ocorrerá um aumento no número de atletas inscritos para disputar o Brasileirão, que passou de 40 para 50 atletas a partir de agora.  

O motivo da discórdia foi a visão diferente do representante do futebol carioca com a de Rogério Caboclo quanto o retorno do público. Rubens Lopes tem opinião igual a do Flamengo, quer o retorno imediato, já Caboclo defendeu a opinião de que a abertura só poderia ser feita quando a liberação atingisse todos os estados, se assemelhando ao posicionamento dos representantes paulistas. 

Embora o projeto de liberação formulado pela CBF tenha conquistado o aval do Ministério da Saúde (MS), alguns governadores de estados importantes, como São Paulo, já se mostraram contrários à ideia, antecipando que não vão permitir o retorno do público aos estádios.