Revitalizando o pudim de casa

Publicação: 2017-02-17 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O pudim é um dos doces mais populares do cardápio cotidiano brasileiro. Para muita gente, ressalta um sabor caseiro, de guloseima feita na cozinha de casa para o deleite da família. A memória afetiva é provavelmente um dos ingredientes que temperam a boa recepção da Casa do Pudim, iniciativa da cozinheira Ladja Ceres que, com seis meses de serviço, já movimenta uma clientela crescente em torno do manjar cremoso. O atendimento, por enquanto, é só por encomenda.
Magnus NascimentoTextura delicada e sabor de leite, incrementado com limão sicilianoTextura delicada e sabor de leite, incrementado com limão siciliano

“Sempre fiz pudim, mas só para a família. Recebia muitos elogios, até que minhas filhas me incentivaram a transformar isso num negócio. E para nossa surpresa, a recepção tem sido muito boa”, conta Ladja. A doceira começou a divulgar nas redes sociais e no boca a boca entre amigos, criando aos poucos uma clientela que só faz crescer. A Casa do Pudim conta com uma embalagem personalizada, para doces de tamanhos variados, e também sabores diferentes.

Além do tradicional pudim de leite condensado, a Casa de Ladja também faz variações nos sabores limão siciliano, tapioca, macaxeira, e coco. Por encomenda ela também produz nos sabores acerola, maracujá, e café. “Estou sempre testando novos sabores. Tentando e errando até acertar. Por enquanto, investimos nos sabores mais pedidos”, diz. Os tamanhos variam do ‘mini’ (100 gramas)  até meio quilo, 1kg, 2kg e o ‘top’ do menu, o pudim de 5kg. “Esse era o que eu fazia pra família, por isso tinha de ser grande”, brinca. Ladja também faz uma variação ainda mais mini de 50g, favorito nas encomendas para aniversários e casamentos.
Magnus NascimentoOs pudins são receita de Ladja. O marido Lula dá apoio e é o provadorOs pudins são receita de Ladja. O marido Lula dá apoio e é o provador

Em fogo baixo

Apesar de ser um doce simples, que em tese “todo mundo” sabe fazer, Ladja afirma que há particularidades na feitura do manjar. “O pudim que eu faço é demorado, pois gosto de cozinhar em fogo baixo, para dar uma consistência mais macia ao doce. Até por isso eu bato os ingredientes na mão. Se eu fizer na batedeira ou liquidificador, não fica do jeito que eu quero”, explica. Ela ressalta que também faz o pudim numa consistência mais aerada, menos cremosa, se esse for o gosto do cliente.

O cliente deve apanhar o pedido no local após a encomenda. Segundo Ladja Ceres, a maioria dos pedidos é feita à noite, apesar de estar à disposição durante todo o dia. Está nos planos a abertura de um espaço fixo para venda no local, onde o cliente possa saborear as guloseimais in loco. “É um projeto para um futuro próximo, podemos adiantar. Mas só isso”, diz. Mesmo com uma loja fixa, os pudins da Casa continuarão com o sabor da produção artesanal que faz a diferença.

Serviço:
Casa do Pudim. Encomendas pelo 99986-4037 / 99914-9795 (whats).


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários