Rio Grande do Norte cria 2.485 vagas de emprego formal em setembro

Publicação: 2019-10-18 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O mercado de trabalho no Rio Grande do Norte criou, no mês de setembro passado, 2.485 vagas com carteira assinada. O saldo decorre de 13.344 admissões contra 10.859 demissões. Esse foi o melhor resultado para o nono mês do ano desde 2015, quando foram criadas 3.646 novas vagas. Foi o quatro mês seguido com saldo positivo na geração de empregos formais, revertendo o quadro negativo registrado nos primeiros cinco meses deste ano no Estado, e seguindo a tendência nacional de recuperação. No Brasil, foram gerados 157.213 empregos formais. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram antecipados nesta quinta-feira (17), pelo Ministério da Economia.

Em setembro passado, o mercado de trabalho no RN admitiu 13.344 pessoas e demitiu 10.859
Em setembro passado, o mercado de trabalho no RN admitiu 13.344 pessoas e demitiu 10.859

O resultado de setembro representa uma variação de 0,59% em relação ao mês anterior. No acumulado de 2019 foram criados 2.040 novos postos, com variação de 0,48% comparando ao estoque do ano anterior. De janeiro a setembro deste ano as admissões somaram 113.037 e as demissões 110.997.  Este ano, é a primeira vez que o saldo no ano fica positivo. Em agosto, apesar da recuperação do mercado de trabalho potiguar entre junho e agosto, o saldo ainda era negativo em 642 vagas – decorrente de 99.032 admissões e 99.674 demissões. O acumulado dos últimos 12 meses soma 148.595 admissões e 144.575 demissões, com saldo positivo de 4.020 (0,95%).

Ao analisar o mês de setembro nos últimos oito anos, têm-se o melhor resultado em 2012, com geração de 5.283 de novas vagas no mês em referência, e o resultado mais baixo foi em 2017 (1.642).

Setores
No Estado, o segmento com maior abertura de vagas em setembro foi a Agropecuária, com 1.637. Em seguida, o setor de Serviços, com 381, e a Indústria de Transformação, com 235. O quarto segmento com maior volume de geração de novas vagas foi a Construção Civil, com 196; seguido pelo da Indústria Extrativa Mineral, com 35.

O comércio gerou apenas 7 novas vagas; e administração pública, 3. O setor de Serviços Industriais de Utilidade Pública foi o único com saldo negativo de -9, o total de desligamentos (35) foi maior que o de admissões (26). Em agosto, o único setor a registrar saldo negativo no Estado tinha sido o Comércio, com -24 vagas.

Brasil
No País, o saldo de setembro decorre de 1,341 milhão de admissões e 1,184 milhão de demissões. Esse foi o melhor resultado para o mês desde 2013, quando foram criadas 211.068 vagas no nono mês do ano.

O resultado de setembro ficou um pouco acima do teto do intervalo das estimativas de analistas do mercado financeiro consultados pelo Projeções Broadcast. As projeções eram de abertura de 100.000 a 157.000, com mediana positiva de 133.628 postos de trabalho. No acumulado de 2019, o saldo do Caged foi positivo em 761.776 vagas. Em 12 meses até setembro, houve abertura de 548.297 vagas.

O resultado do mês foi puxado pelo setor de serviços, que gerou 64.533 postos formais, seguido pela indústria da transformação, que abriu 42.179 vagas e comércio, com 26.918 postos.

Também tiveram saldo positivo no mês a construção civil (18.331 postos), a agropecuária (4.463), a extração mineral (745 postos) e a administração pública (492 postos). Já os serviços industriais de utilidade pública fecharam 448 vagas em setembro, enquanto o comércio teve fechamento líquido de 3.007 vagas no mês.

De acordo com o Ministério da Economia, um problema técnico deixou parte dos dados do Caged, temporariamente visível no sistema, o que levou à antecipação da divulgação para esta quinta-feira (17). Geralmente os dados são divulgados no dia 25.

Evolução das admissões e demissões

Brasil
Total de admissões: 1.341.716

Total de demissões: 1.184.503

Saldo: + 157.213

Rio Grande do Norte
Janeiro/2019

Total de admissões: 12.094

Total de demissões: 13.453

Saldo: -1.359

Fevereiro/2019
Total de admissões: 11.845

Total de demissões: 14.094

Saldo: -2.249

Março/2019
Total de admissões: 10.236

Total de demissões: 12.269

Saldo: -2.033

Abril/2019
Total de admissões: 11.328

Total de demissões: 11.829

Saldo: -501

Maio/2019
Total de admissões: 11.234

Total de demissões: 11.730

Saldo: -496

Junho/2019
Total de admissões: 11.452

Total de demissões: 10.215

Saldo: +1.237

Julho/2019
Total de admissões: 13.174

Total de demissões: 12.386

Saldo: +788

Agosto
Total de admissões: 15.264

Total de demissões: 11.525

Saldo: +3.739

Setembro
Total de admissões: 13.344

Total de demissões: 10.859

Saldo: +2.485

Geração de empregos formais por setor
Setembro/2019

Agropecuária: +1.637

Serviços: +381

Indústria de transformação: +235

Construção civil: +196

Extrativa mineral: +35

Comércio: +7

Administração pública: +3

Serviços Industriais de Utilidade

Pública: -9

Setembros no RN
2009: +4.421

2010: +6.079

2011: +4.567

2012: +5.283

2013: +5.182

2014: +3.646

2015: +2.172

2016: +2.032

2017: +1.642

2018: +1.726

2019: +2.485





Fonte: CAGED / Ministério da Economia









continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários