Riso e emoção em nove episódios de Os Trapalhões

Publicação: 2017-07-16 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Ei, psit! Tem gente nova no pedaço e eles chegaram fazendo bagunça.  O elenco de ‘Os Trapalhões’ recebeu a imprensa para apresentar as primeiras cenas do novo programa, que estreia dia 17 (nesta segunda-feira) no canal VIVA e em setembro na TV aberta Globo. Renato Aragão (Didi), Dedé Santana (Dedé), Lucas Veloso (Didico), Bruno Gissoni (Dedeco), Mumuzinho (Mussa) e Gui Santana (Zaca), além do diretor geral Fred Mayrink; de Péricles Barros, responsável pela redação final; e Mauro Wilson, que assina a supervisão de texto, receberam os jornalistas e mostraram que o espírito trapalhão foi renovado.

“Toda a brincadeira que acontece nos bastidores celebra um encontro de gerações. A gente fez um programa para toda a família, tivemos o olhar de cada um dos envolvidos no projeto e isso foi muito generoso para o trabalho. Renato e Dedé dispensam qualquer apresentação. Muito mais do que aprender, o que tivemos foi a felicidade do convívio com eles. São 40 anos de programa e esse é um momento especial. Esperamos que o público que assistia ‘Os Trapalhões’ possa matar a saudade, e que o público novo descubra essa alegria”, disse Fred Mayrink. “Eu já tinha o prazer de escrever para os quatro, quando Mussum e Zacarias ainda eram vivos. Então é algo forte fazer parte desse projeto. Queremos homenagear esses humoristas e divertir o público”, explicou Mauro Wilson. Péricles Barros concorda: “É um prazer reencontrar esses personagens que marcaram não só a minha infância, mas a história do humor brasileiro. O desafio e o prazer são imensos”.
Os Trapalhões da nova geração: Didico, Dedeco, Mussa e Zaca
Os Trapalhões da nova geração: Didico, Dedeco, Mussa e Zaca

Apesar de terem sido recebidos como mestres da nova trupe, Renato Aragão e Dedé Santana garantem que o aprendizado foi mútuo. E a emoção, dividida. “Nessa vida, ninguém está só ensinando, a gente está sempre aprendendo. Durante as gravações a gente brincou e se divertiu o tempo todo, uns com os outros. Aqui não existe mestre e nem aprendiz, existe uma nova turma”, falou Renato. Dedé Santana, eterno parceiro de Didi Mocó, também se emocionou. “Confesso que fiquei nervoso quando soube que ia voltar, mas quando comecei a conviver com eles, foi tudo muito bom. A gente improvisava junto e eu, novamente, me senti em casa. Eu era tão fã do Mussum e do Zacarias, que às vezes me perdia na cena e ficava olhando para eles. E nessas gravações de agora, quando via o Mussa e Zaca, aconteceu exatamente o mesmo. Aqui na coletiva, eu olhava para as pessoas assistindo ao clipe e via fãs. Eu fiz 80 anos e ver uma coisa dessas a essa altura da vida é realmente emocionante”.

Os quatro novos integrantes da turma se divertiram com as fotos e os figurinos da produção. “Quero levar tudo”, brincou Lucas Veloso.  “No começo fiquei nervoso, porque não é todo mundo que grava com Didi e Dedé. Eu sou filho de comediante, tenho tudo deles. O Renato é um doce,  ensinou a gente a ser um trapalhão. O Didico não é o Didi e nem sou eu. Ele foi criado como um discípulo do Didi. Sei o tamanho da responsabilidade, mas quando a gente curte, esquece um pouco e se diverte com o trabalho. Estou fazendo com o coração”, falou. Bruno Gissoni ressaltou a parceria que teve com todos. “A emoção é grande.  É um clássico brasileiro. Sou fã e não digo isso porque estou aqui. Eu assistia mesmo e estar ao lado desses ídolos é uma responsabilidade enorme. Dedé me deu muitas dicas e espero homenageá-lo. Foi uma experiência linda e tinha ataques de riso todos os dias”, admitiu.

Intérprete do Mussa, Mumuzinho se emocionou ao ver, pela primeira vez, algumas cenas do programa. “Passei a infância assistindo aos Trapalhões. Quando eu era pequeno, brincavam que eu era o filho do Mussum, por causa do meu jeito de falar. Quando recebi o convite para participar do programa, o que eu mais queria era homenagear esse grande humorista. Não temos pretensão de nada. Só queremos honrar o que eles fizeram lá atrás e nos divertir”, diz. Gui Santana, que durante a coletiva não aguentou e soltou uma risadinha no estilo Zacarias, é outro que está encantando com o projeto. “Bebi da fonte rica que era o Zacarias e tenho facilidade de fazer vozes e gestuais, mas tivemos liberdade dos autores. Durante as gravações, percebi que ser trapalhão é mais do que isso, é ser puro, simples e espontâneo. Cada vez que coloco a peruca, é uma emoção diferente.”, concluiu.

‘Os Trapalhões’

‘Os Trapalhões’, que completam 40 anos em 2017, voltam com quatro novos integrantes: Didico (Lucas Veloso), Dedeco (Bruno Gissoni), Mussa (Mumuzinho) e Zaca (Gui Santana). O quarteto continua a "levar a vida na flauta", mas desta vez conta com dois professores na arte da trapalhada: Didi (Renato Aragão) e Dedé (Dedé Santana), que retornam ao ar como mestres dessa trupe, para ensiná-los a arte de ser um verdadeiro trapalhão. O sexteto reviverá uma história que conquistou o coração dos brasileiros, num resgate do humor malandro e ingênuo que mudou o lugar do riso na televisão brasileira. 

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários