RN registra 40 novas mortes e ultrapassa a marca de mil óbitos por covid-19

Publicação: 2020-06-30 12:49:00
A+ A-
Mais 40 mortes causadas pelo novo coronavírus no Rio Grande do Norte foram confirmadas nas últimas 24 horas. Nesta terça-feira, 30, o Estado ultrapassou a marca de mil óbitos, com 1.034 vítimas. O número de infectados é de 30.010 e outras 43.427 pessoas permanecem suspeitas de estarem com a Covid-19. Os dados são da Secretaria de Estado de Saúde Pública do RN (Sesap), divulgados nesta terça-feira.

A governadora Fátima Bezerra esteve na coletiva de imprensa nesta terça-feira, 30, e lamentou o número de mil mortos. Bezerra se ateve, no entanto, ao processo de reabertura gradual da economia, que começa nesta quarta-feira em todo estado e começou nesta terça-feira em Natal, através de um decreto municipal do prefeito Álvaro Dias. Ela pediu "responsabilidade de toda sociedade" para o contágio do novo coronavírus não voltar a aumentar exponencialmente. "Conclamamos a sociedade para o esforço concentrado mais do que nunca para dar esse passo com a segurança que ela exige", disse.
Créditos: Magnus NascimentoDe acordo com dados da Sesap, 1.034  pessoas perderam a vida por causa da covid-19 no RNDe acordo com dados da Sesap, 1.034 pessoas perderam a vida por causa da covid-19 no RN
O secretário-adjunto estadual de Saúde, Petrônio Spinelli, citou que a situação da pandemia do novo coronavírus ainda é crítica, mas que a reabertura é possível por causa dos índices de taxa de transmissibilidade, estável por 15 dias consecutivos em torno de 1. Ele pediu, no entanto, que haja um cuidado das medidas implementadas na reabertura gradual para essa taxa não voltar a subir. "As condições de reabertura só podem se manter baixo se as medidas forem cumpridas, se houver responsabilidade compartilhada", afirmou.

A pressão sobre os leitos ainda é alta, apesar da Sesap afirmar continuamente que ela tem diminuído. Segundo a Sesap, 93% dos leitos públicos de UTI ou com respiradores estão ocupados. O percentual considera apenas os leitos em funcionamento, deixando de fora os bloqueados.

A situação mais delicada ainda é na Grande Natal. Na capital potiguar, a retomada econômica teve início nesta terça-feira. Segundo a Sesap, 97,3% dos leitos críticos da rede pública de saúde estão ocupados na região. Em Mossoró, a situação é de 100% de ocupação. As regiões com menos pressão sobre os leitos são o Alto Oeste e o Seridó, com 73% e 79%, respectivamente.

Na fila de espera por um leito público ainda há 30 pessoas em estado grave, que precisam de leito de UTI ou com respirador. Apenas 10 leitos estão disponíveis.







Deixe seu comentário!

Comentários