RN soma três novas mortes por covid-19; estado teve 1.954 óbitos

Publicação: 2020-08-06 12:32:00
O Rio Grande do Norte chegou a 1.954 óbitos em decorrência da covid-19 nesta quinta-feira (6). São 22 mortes a mais que o registrado no boletim epidemiológico anterior, sendo três ocorridas nas últimas 24 horas e o restante confirmação de mortes que estavam em investigação. Outros 193 óbitos permanecem sob investigação da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap).
Créditos: Leopoldo SilvaEstado supera os 54 mil casos confirmadosEstado supera os 54 mil casos confirmados

saiba mais

No total, o RN acumula 54.106 casos confirmados da doença. Além disso, a Sesap realizou a mudança com a exclusão de casos suspeitos considerados há mais de 60 dias para incluí-los na categoria "inconclusivo", conforme publicou a TRIBUNA DO NORTE nesta quinta-feira. Assim, a secretaria apresentou 50.841 casos inconclusivos e 17.276 suspeitos. O número de pessoas que apresentaram sintomas e não testaram para a covid-19 é de 86.720.

"Permanecemos com confirmação de casos, mesmo com uma queda, que já observamos há algumas semanas. Não é uma queda tão acentuada quanto tivemos nas duas últimas semanas, mas ainda assim é uma queda", disse Alessandra Lucchesi, subcoordenadora de Vigilância em Saúde.

De acordo com dados da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap), 51,79% dos leitos críticos se encontram ocupados nesta quinta-feira com pacientes de covid-19. Isso significa que, dos 307 leitos críticos (UTI e semi-intensivos) disponíveis, 163 encontram-se ocupados, 133 estão disponíveis e outros 11, bloqueados. Nove pacientes em estado grave aguardavam, até às 12h, transferência para leito crítico. "Essa é uma ocupação das mais baixas atingidas pelo RN desde o início da pandemia", afirmou a subcoordenadora de Vigilância em Saúde.

Dentre os 11 leitos críticos bloqueados no Estado, 6 estão sem operar por falta de profissionais de saúde, três estão em manutenção, um apresentou vazamento e outro está reservado para a Polícia Militar.

Nas regiões de Saúde, a ocupação chegou a 73,3% no Seridó, 67,6% no Oeste e Alto Oeste e  47,7% na Região Metropolitana de Natal. O restante das regiões (Mato Grande e Litoral Sul) estão com todos os leitos vagos.