RN tem volume chuvas abaixo da média esperada para o mês de fevereiro

Publicação: 2021-03-02 15:46:00
As chuvas que caíram no Rio Grande do Norte durante o mês de fevereiro ficaram abaixo da média esperada, assim como janeiro, segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn). A média registrada por de 68,5mm, enquanto que a esperada era de 92,2mm, representando um déficit de 25,8%.

De acordo com o órgão, o cenário foi causado pelo esfriamento acima do normal da temperatura das águas superficiais do Oceano Atlântico Sul que contribuiu para manter o vento sudeste acima do normal, na primeira quinzena do mês. “O indicativo de que as chuvas do período chuvoso começariam entre meados de fevereiro e início de março vem se confirmando.  Na segunda quinzena do mês, o interior do Estado começou a registrar bons índices pluviométricos, primeiramente na Região do Alto Oeste e posteriormente se espalhando para todas as regiões”, explicou o meteorologista Gilmar Bristot.

Créditos: Julio PinheiroEsfriamento acima do normal da temperatura do Atlântico causou cenárioEsfriamento acima do normal da temperatura do Atlântico causou cenário

As médias em fevereiro, por região, foram: Central com 92,2mm, Oeste com 85,2mm, Agreste com 56,8mm e Leste com 39,7mm. “As maiores chuvas ocorreram nas regiões do Alto Oeste, Seridó e serra de Santana. Observou-se a predominância de chuva acumulada entre 20mm a 50mm em grande parte do Agreste e no Leste, enquanto que no restante do Estado predominaram chuva acima de 50mm e com grandes áreas do Seridó, Serra de Santana e Alto Oeste com valores acumulados acima de 100mm”, disse o Chefe da Unidade, o meteorologista, Gilmar Bristot.

Na Região Oeste, os municípios com maiores volumes foram  de Major Sales (193,5mm); Cel. João Pessoa (181,9mm); Tenente Ananias (178,3mm) e Mossoró (101,8mm). Na Região Central:  de Carnaúba dos Dantas (199,9mm); Timbaúba dos Batistas (181,0mm); Florânea (173,1mm); Parelhas (155,9mm). Caicó, maior município do Seridó Potiguar, a chuva acumulada foi de 57,2mm. Já no Agreste Potiguar, as maiores chuvas ocorridas foram registradas nos municípios de Monte Alegre (134,0mm); Lagoa de Pedras (121,4mm) e em São Tomé (90,0mm). E por fim na mesorregião Leste, os maiores índices acumulados foram registrados em São Gonçalo do Amarante (85,0mm); Montanhas (84,5mm) e Espírito Santo (57,8mm).

Para o período de março a maio deste ano, a previsão é de  volumes  de 533,8mm no Leste; 479,2 mm no Oeste; 376,9mm, na região Central; 342,2 mm no Agreste.