Rodrigo Brum vence o prêmio Vladimir Herzog

Publicação: 2018-10-12 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O chargista Rodrigo Brum, da Tribuna do Norte, venceu uma das maiores honrarias do jornalismo brasileiro. Pela segunda vez, Brum venceu o prêmio Vladimir Herzog, na categoria Arte, na 40º edição da premiação. O trabalho do profissional da TN superou charges de concorrentes de todo o país.

Charge vencedora
Charge vencedora

A charge vencedora foi a "Marquinha", que trata da violência contra a mulher e foi publicada em 12 de dezembro de 2017. O trabalho foi considerado o melhor por todos os 11 jurados, que também analisaram charges de Gilmar, da Rádio Peão Brasil, Guabiras, do jornal O Povo e de Vitor Fynn, do Le Monde Diplomatique Brasil. Além das charges, trabalhos do Fantástico, Jornal da Record, TV Brasil, Revista Galileu, BBC Brasil, Rádio CBN, Revista Exame, Agência France Press, Estadão, Le Mond Diplomatic, Jornal O Povo e outros grandes nomes do jornalismo também participaram da premiação.

"Eu confesso que estava meio desacreditado este ano, devido à qualidade dos outros finalistas, mas ao mesmo tempo, estava mais empolgado do que em 2016 por estar na final ao lado de dois grandes amigos (Guabiras e Gilmar). O resultado que viesse, eu ou eles, já me deixaria feliz demais", disse Brum.

Para Brum, o prêmio, especialmente neste período da história, é ainda mais especial para ele.

"Nem sei o que estou sentindo, mas com certeza é algo muito bom. Vencer pela segunda vez com uma charge em um prêmio sobre Direitos Humanos da grandeza do Vladimir Herzog, em um período tão cheio de intolerância que estamos vivendo, é algo gratificante. De quebra, em um jornal Nordestino, quando vemos ataques ridículos ao pessoal daqui, e por unanimidade na votação. Foi a cereja no bolo", disse o chargista.

A entrega do troféu vai acontecer no dia 25 de outubro, no teatro Tucarena, em São Paulo. Será a segunda vez que Rodrigo Brum receberá o prêmio. O chargista já foi o vencedor do prêmio em 2016, com a charge "Monstro", que tratava da cultura do estupro.

O prêmio
O prêmio Vladimir Herzog é um dos maiores do Brasil e foi criado para estimular a produção jornalística com o tema Anistia e Direitos Humanos, além de homenagear personalidades, profissionais e veículos de comunicação que se destacam na defesa desses valores.

O prêmio, entregue desde 1979, é organizado pelo Instituto Vladirmir Herzog, pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo, pela Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (ABRAJI), pelo Comitê Brasileiro de Anistia, pela Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP e Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo, entre outras entidades. Em 2005 foi instituído o Prêmio Vladimir Herzog de Novos Talentos do Jornalismo, voltado para estudantes.

A Tribuna do Norte estava na competição ao lado do Fantástico, Jornal da Record, TV Brasil, Revista Galileu, BBC Brasil,Radio CBN, Revista Exame, Agencia France Press, Estadão, Le Mond Diplomatic, Jornal O Povo e outros grandes nomes do jornalismo.




continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários