Rosalba fala de obras e comenta dificuldades na gestão em mensagem anual

Publicação: 2014-02-17 18:18:00 | Comentários: 1
A+ A-
A governadora Rosalba Ciarlini enfrentou protestos de servidores de diversas áreas durante a leitura da mensagem anual na Assembleia Legislativa. A chefe do executivo estadual evitou enfrentar os manifestantes e entrou no prédio utilizando a porta lateral.
Júnior SantosRosalba começou a leitura falando sobre as dificuldades que encontrou no início da sua gestãoRosalba começou a leitura falando sobre as dificuldades que encontrou no início da sua gestão

Rosalba começou a leitura falando sobre as dificuldades que encontrou no início da gestão. “A caminhada a frente da gestão não foi fácil, nunca esmoreci e nem deixei de trabalhar incansavelmente”, destacou. Ela ainda destacou o apoio recebido, tanto na Assembleia Legislativa, quando na bancada federal.
Júnior SantosA governadora Rosalba Ciarlini enfrentou protestos de servidores de diversas áreas durante a leitura da mensagem anual na Assembleia LegislativaA governadora Rosalba Ciarlini enfrentou protestos de servidores de diversas áreas durante a leitura da mensagem anual na Assembleia Legislativa

Ao falar das obras da sua gestão, a governadora citou avanços nas áreas de educação e saneamento básico. “Mais de 3 mil professores tiveram garantida sua aposentadoria. Após dez anos sem concurso, fizemos em 2011 e já convocamos 3.900 professores efetivos. Professor temporário ficou só para situação excepcional”, comentou.
Júnior SantosInício dos trabalhos legislativos é marcado por protestos contra a governadora Rosalba CiarliniInício dos trabalhos legislativos é marcado por protestos contra a governadora Rosalba Ciarlini

Durante a leitura, ela ainda exibiu um vídeo publicitário com as obras do governo, entre elas o Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, previsto para ser inaugurado em abril.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários

  • eripp2006

    Como que a aposentadoria fosse um favor e não um direito. Já o professor temporário é um acinte, pois existem concursados aguardando convocação. Houve concurso em 2005, ela tem certeza que governa o RN?