Roubo de kits para agentes de endemias em Natal é boato, diz Sesed

Publicação: 2015-03-31 11:35:00 | Comentários: 0
A+ A-
Um suposto assalto divulgado por meio do aplicativo de troca de mensagens WhatsApp nesta terça-feira (31) divulgou a informação de que um carro com equipamentos que seriam usados por agentes endêmicos foi levado por criminosos em Natal. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed-RN), a informação é mais um boato. O órgão alerta a população para que não compartilhe a falsa mensagem.
Reprodução/WhatsAppBoato divulgado através do WhatsApp diz que kits de agentes de endemias foram roubados nesta terça em Natal; Sesed negaBoato divulgado através do WhatsApp diz que kits de agentes de endemias foram roubados nesta terça em Natal; Sesed nega

De acordo com a mensagem, junto com o veículo foram roubados coletes, crachás e bolsas de agentes de endemias, que trabalham no controle da dengue em Natal. "Suspeita-se de que serão usados para furtos em residências. Distribuam para o máximo de pessoas possíveis e fiquem atentos", diz o texto, credito a uma suposta enfermeira do Programa de Saúde da Família (PSF) na capital do RN.

Por meio de sua assessoria de comunicação, a Sesed-RN informou que entrou em contato com o Centro de Controle de Zoonoses, responsável pelos kits, que negou o suposto assalto. "O Centro de Controle de Zoonoses informa que as notícias sobre o furto ou roubo de bolsas dos Agentes de Controle de Endemias, que desenvolvem suas ações no controle vetorial, não procedem. Qualquer dúvida, a população pode ligar para 3232-8235".

Dengue
Nesta sexta-feira (27), a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap) decretou epidemia de dengue no Rio Grande do Norte. O anúncio foi feito ontem pelo secretário Ricardo Lagreca. Diante do quadro, ações de combate à doença serão intensificadas no estado. O cenário epidêmico foi decretado em função do aumento significativo no número de notificações: entre 1º de janeiro e 27 de março foram notificados 6.902 casos suspeitos de dengue, aumento de 169,82% em comparação ao mesmo período do ano passado. Do total, houve 523 confirmações da doença. O prazo para diagnóstico laboratorial é de 60 dias.

Boatos
No dia 16 de março, no auge da crise do sistema penitenciário RN, boatos voltaram a preocupar a Segurança Pública do estado. Na ocasião, o Governo emitiu uma nota e pediu que a população não compartilhasse os boatos, sobretudo através de redes sociais.

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários