Só a vitória alivia pressão sobre o elenco do América

Publicação: 2020-09-30 00:00:00
Ainda sem vencer na Série D do Brasileiro e com a pressão por resultados aumentando a cada rodada, o América volta a campo para enfrentar o Salgueiro, hoje às 20 horas, na Arena das Dunas. O treinador Paulinho Kobayashi sabe da importância de um resultado positivo e disse esperar por mais atitude da equipe atuando dentro dos seus domínios. O time pernambucano está imediatamente a frente do Alvirrubro na classificação, integrando o G-4. 

Créditos: CANINDÉ PEREIRAKobayashi pede mais atitude e deve modificar o América hojeKobayashi pede mais atitude e deve modificar o América hoje

De novo o América não terá a formação considerada ideal para mandar a campo. Dessa vez as baixas serão do atacante Elias, que não possui previsão de retorno aos granados devido a uma lesão na panturrilha, a outra baixa certa será de César Sampaio, que deixou a partida contra o Floresta contundido e não teve tempo hábil para se recuperar. Devido ao problema com Elias, a diretoria alvirrubra oficializou a contratação de Dico (ex-Botafogo-PB).

Outros dois atletas são classificados como dúvida para o treinador Paulinho Kobayashi, justamente os laterais pela direita, André Krobel e Éverton Silva. Os dois jogadores não atuam desde a final da Copa RN, quando foi decidido o título estadual no clássico contra o ABC. 
Recuperados de lesões, a dupla entrou em fase de transição na semana passada e um deles pode ser aproveitado na lateral-direita, que vinha sendo ocupada pelo cabeça de área Wallace Rato. 

Com essa possibilidade, poderão ocorrer algumas trocas de posições ou de peças, uma vez que a intenção de Paulinho Kobayashi com a escalação de um lateral de ofício, é dotar o grupo americano de mais consistência ofensiva. Apesar de não ter comprometido nas duas partidas que atuou improvisado, o maior problema de Rato era justamente no momento de aparecer na frente nas jogadas mais agudas do Alvirrubro. 

Candidato a ocupar a vaga de César Sampaio, Anderson Paraíba acredita que o clube potiguar segue o caminho certo e que logo os bons resultados vão voltar a ocorrer. 

“Creio que fizemos um bom jogo diante do Floresta, todos em campo se dedicaram ao máximo, mas a bola não quis entrar no gol adversário. Espero que neste confronto diante do Salgueiro ela volte a entrar, para a gente conquistar a primeira vitória dentro da Série D", disse o atleta. 

Quanto à possibilidade de ser mantido na equipe, Anderson ressaltou que se encontra preparado para o desafio, uma vez que ele vem trabalhando forte junto aos demais companheiros, justamente, pensando em ter a oportunidade de mostrar trabalho dentro do grupo. “Tive a minha oportunidade no jogo diante do Floresta, tenho certeza de que tive uma boa atuação e pude ajudar os companheiros em campo. Então gostaria de dar continuidade ao trabalho, se o treinador optar por mim estarei pronto. Mas escolhendo alguma outra opção, estou certo de que, aquele que entrar terá condições também de cumprir um bom papel”, destacou Anderson Paraíba. 

Apesar de ter vencido o Atlético de Cajazeiras-PB, o Salgueiro ainda sente falta de ritmo de jogo. A equipe ficou mais de trinta dias treinando.