Cookie Consent
Esportes de Primeira - Itamar Ciríaco
Sócios
Publicado: 00:01:00 - 17/05/2022 Atualizado: 22:29:06 - 16/05/2022
Itamar Ciríaco
itamatar@tribunadonorte.com.br

De acordo com dados nacionais, o programa de sócio-torcedor dos clubes se recupera e já apresenta números parecidos aos de antes da pandemia da covid-19. O público ficou afastado dos estádios no futebol brasileiro de março de 2020 até outubro de 2021, quando foi liberado com comprovante de vacinação. O Corinthians, por exemplo, saiu de 18 mil sócios adimplentes em maio de 2021 (período crítico da pandemia) para 80 mil.  O clube paulista está na terceira colocação entre os programas de sócios-torcedores, atrás de Atlético-MG (130 mil) e Internacional (100 mil).  O Palmeiras alcançou mais de 65 mil sócios-torcedores neste mês de abril - eram 40 mil em novembro de 2021. O Santos registrou um crescimento de 32% (31 mil sócios-torcedores). Já o São Paulo contava com 30 mil sócios antes da pandemia (no programa antigo) e, após reformulá-lo, subiu para mais de 41 mil. Para se ter uma noção, o jogo entre Coritiba e Goiás, na primeira rodada do. Brasileiro, mais de 95% do público no Estádio Couto Pereira era composto pelo programa de fidelidade do time paranaense. Por outro lado, os clubes precisam administrar esses clientes, oferecendo benefícios e experiências exclusivas para conseguir manter uma rede de fãs contribuindo financeiramente com a agremiação. O Internacional presenteou seus associados com entradas grátis para a despedida do futebol do ídolo Andrés D’Alessandro. O resultado foi satisfatório e mostrou o comprometimento da torcida com o clube: 23.906 sócios compareceram ao Beira-Rio, o que correspondeu a 65,36% do público presente.

Equilíbrio 
A colocação do ABC, na Série C do Campeonato Brasileiro mostra o quanto a competição é equilibrada. Quando o time vence, vai para o alto da tabela de classificação. Quando perde, cai assustadoramente, como foi nesta rodada.

Problemas 
O ABC apresentou muitos problemas em Ribeirão Preto. As ausências fizeram muita falta e as opções táticas e substituições promovidas pelo técnico Fernando Marchiori não agradaram. Optar por Kelvin na esquerda foi uma decisão complexa de ser explicada. Voltando de contusão o meia-atacante foi mal e posicionado diferente devido à ausência de Fábio Lima ou por outra ideia do técnico, não rendeu. Outras peças não funcionaram e o zagueiro Eduardo foi muito mal.

Resultado 
O jogo entre Globo e América, no Barrettão, foi de um nível técnico extremamente baixo. As duas equipes pecaram pela falta de criatividade e, apesar de todas as mudanças promovidas por Renatinho Potiguar na Águia e por João Brigatti, no Alvirrubro, o jogo seguiu bem abaixo em termos de qualidade. Dois erros proporcionaram a vitória americana, um deles resultou em um golaço, de bicicleta, feito por Araújo.

Sub-17
Em jogo realizado no Estádio Juvenal Lamartine, Alecrim e Parnamirim empataram em 0 a 0 pelo Campeonato Potiguar Sub-17. Com esse resultado, o Parnamirim chega aos 4 pontos e assume a 2ª colocação na classificação do Grupo B. Já o Alecrim, com 1 ponto, é o 5° colocado.

Maratona
Corredores de todo Brasil acordaram cedinho no domingo para participar da Maratona Internacional da Cidade do Natal. Os atletas saíram da Arena das Dunas, percorrendo toda a Av. Engenheiro Roberto Freire, em direção a Via Costeira. Mais de seis mil atletas participaram da competição esportiva. O prefeito Álvaro Dias prestigiou o evento e participou da cerimônia de entrega de medalhas. Foi a quinta edição da Maratona, que é conhecida por ter o percurso mais desafiador do Nordeste. A prova dos 42km exige muito dos atletas e o estilo do percurso, com muitas subidas e descidas. Além do prova dos 42km, o evento também premiou atletas nas provas de 21km, 10km e 5km.

Atletismo 
Organizado pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), o evento do Troféu Adhemar Ferreira da Silva aconteceu neste final de semana, 14 e 15 de maio, no Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo, em Bragança Paulista, São Paulo. Representando a UFRN, os atletas Elmir Henrique Silva, Isis Raquel Nascimento e Hyan Maurício somaram sete medalhas conquistadas, sendo seis de ouro e uma de prata. Com isso, a UFRN somou 86 pontos no ranking da competição e ficou com a quarta colocação na categoria universitária, mesmo com apenas três atletas.

Atletismo 1 
Já na primeira etapa do Troféu, Elmir Henrique Silva, aluno de Engenharia Biomédica, disputou a prova dos 110 metros com barreiras. Com o tempo de 15s51, o atleta potiguar ficou com a  medalha de ouro. Ainda no sábado, o estudante participou da disputa por medalha nos 100 metros rasos e conquistou mais um ouro, com a marca de 11s52.

Atletismo 2 
Outro a alcançar o lugar mais alto do pódio duas vezes foi Hyan Maurício. O aluno do curso de licenciatura em Educação Física conquistou o ouro nos 1.500 e nos 5.000 metros rasos, batendo seu recorde pessoal em ambas as provas. Assim como Hyan Maurício, Isis Raquel Nascimento conquistou suas melhores marcas pessoais na temporada. Competindo nos 200 e 400 metros rasos e nos 400 metros com barreiras, a aluna do curso de Gestão Hospitalar ganhou três medalhas, sendo duas de ouro, nos 200 metros rasos e 400 metros com barreiras, e uma de prata, nos 400 metros rasos. 

Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte