Série D

Publicação: 2020-09-16 00:00:00
A+ A-
Rubens Lemos filho
rubinholemos@gmail.com

Tranquilino Amaro das Graças, braçal sertanejo do distrito potiguar de Riacho das Cancelas, 616 quilômetros de Natal, a Oeste, uniu-se em núpcias com Domiciana Batista, jovens  que se conheceram.  Mãos seguindo movimentos bruscos,levaram o casal à parca forragem da fazendola e, informadas as famílias, aos pés do Padre Pauluce Vernácio, de trejeitos estranhos para a época. Metido no terno LS de um primo, Tranquilino sofreu mesmo foi com a sovaqueira do chefete católico. 

Créditos: Divulgação

Força de Sansão que via no cinema da praça de Rei David, cidade dona do lugarejo onde vivia, para trabalhar sem hora, Tranquilino era uma massa de músculos em ação como parque industrial em larga escala, todo concentrado em 1,75 metro de altura e 77 quilos sem nesga de gordura. Fez de tudo, moagem, plantação, vaquejada(puxador), de bingo locução, marchante em feira livre. Meteu-se a cantador. 

Pelas cinco chagas de Cristo, abrir a boca para Domiciana representava grave pecado. Orientada pela mãe, a velha, banguela e fofoqueira Danila, aprendeu que sua cabecinha nasceu apenas para separar duas monumentais orelhas de abano e para balançar ante às ordens de Tranquilino. 

Que batia sem piedade nos filhos em escadinha e perversidade juvenil: Tranquilinaldo, com habilidade violeira, Tranquilinildo, bom de bola, Tranquilinelson, ainda no colegial do sítio vizinho, e as menores Danilinaide, Danilineide e Danilinalda. Já telespectadoras dos programas infantis cujas chatas imitavam até no sotaque torto: “Ôrra meu, tu “ezio” um gato.” 

A casinha ou “ambrião” de Tranquilino tinha um vão central, um quartinho para ele e a reprodutora mulher enquanto os remelentos filhos se acumulavam pela sala quadrada com uma TV de 12 polegadas a sinalizar o 0,001% de desconto na miséria. 

Danilinaide chegou faceira alertando sobre a novidade de um circo, o Miami York Paris pelas redondezas. Secretamente, a filha de 16 anos estava derretida em paixões pelo comedor de fogo, Lara Johnson, na certidão de nascimento, Sebastião Otaciano Brito. 

Lara, alagoano de cabelos loiros de peruca e que encontrou na vida mambembe o recurso providencial contra um mandado de prisão por ter matado de tiro no olho o dono de uma mercearia em Nosso Senhor dos Vilelas. 

Quando Tranquilino soube pela menor, Danilinalda, que a filha maiorzinha estava tendo um caso com o artista, nem ouviu quando informado de que tudo não passara, até então, de olhares de paquera matuta.

A Viana(faca brutal no interior) ele enfiou na cintura, resvalando nos colhões. Pulou para a boleia do Chevrolet C-65 e disparou aos solavancos. O homem comia fogo? Ele traçaria no metal seus intestinos. 

O circo estava à beira de um riacho. Lara Johnson, ou Sebastião, mergulhava usando apenas tanga tarzaniana cor de lodo, exibindo-se. Livre e desarmado. Todos correndo, gritando quando Tranquilino, sem pronunciar uma palavra, enfiou-lhe o facão diante de olhos de terror e surpresa. Morreu o comedor de fogo. E, por muito pouco, de outra coisa bem mais tenra. 

A filha enrabichada considerou-se viúva e escapou pelas capoeiras, indo buscar refúgio numa casa de drinques cearense onde, dilacerada, atendia por Del Fogo, como se de fato tenha pertencido a quem nunca a possuiu. 

Mudança mínima sob uma lona, cachorros Furiba e Serrote( cachorro de rico é Rex, King, Baby, Fox, Donald) misturados aos filhos, Tranquilino acelerou o judiado caminhão esperando escapar até o Piauí . Noticiário farto na Difusora local, o destacamento local do Cabo Jota Perlo caçava o assassino. 

O caminhão pifou justo quando a Rural da polícia brecou passagem e Tranquilino entregou-se sem reação. Ainda ouviu Tranquilinelson se esgoelar: “Pai! Quero cagar!” Fez nas calças. 

Assim é o Brasileiro da Série D, de ABC e América. Ninguém pode ter medo. Ninguém pode fugir de onde só se chega por incompetência.Nele, tudo é bruto, nada é inocente. Até o cheiro é o do que despejou Tranquilinelson.
Diá e Kobayashi Tarimbados, não se assustam com especulações e passam longe do marketing furado. 

Refugo 
O  lateral-direito Maicon foi oficialmente apresentado pelo Villa Nova(MG) para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro. Aos 39 anos, ele chega respaldado pela experiência de ter passado por Manchester City e Inter de Milão, assim como a Seleção Brasileira.

Velha 
Guarda Maicon, porém, não será a única carinha rodada no time mineiro. O Villa Nova também fechou com o veterano goleiro Deola que estava no ASA. 

Brilho 
O professor do Departamento de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Eduardo Caldas Costa, foi reconhecido como o pesquisador com maior expertise sobre treinamento intervalado de alta intensidade – também conhecido como HIIT, do inglês High-Intensity Interval Training – na América Latina, de acordo com a plataforma Expertscape (https://expertscape.com/). 

Com 
DNA Eduardo é filho do professor Francisco Carlos( Cacau) , preparador físico do ABC nos anos 1970/80. Segundo ainda Eduardo, a plataforma faz um ranking objetivo de pesquisadores, universidade, países e regiões de todo mundo considerando as publicações científicas em tópicos da área biomédica nos últimos 10 anos. 







Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.