Cookie Consent
TN Família
Saúde da mulher: prevenção do câncer de mama
Publicado: 00:00:00 - 14/10/2018 Atualizado: 12:02:46 - 13/10/2018
Matheus Jancy Bezerra Dantas
Paulo Francisco de Almeida Neto

A iniciativa da campanha intitulada Outubro Rosa surgiu no Brasil, no dia 02 de outubro de 2002, e tem por objetivo a conscientização de mulheres sobre as consequências do câncer de mama e aborda a importância da realização do autoexame das mamas como medida de prevenção. Qualquer nódulo considerado maligno, encontrado durante o autoexame, têm um percentual de chances de cura maior quando descoberto em sua fase inicial.

O câncer é, na atualidade, a segunda maior causa de morte no Brasil, Estados Unidos e na Europa. Embora a etiologia da doença esteja diretamente ligada à herança genética, a falta de atividade física e o estilo de vida irregular têm contribuído para a incidência crescente dessa doença. Na última década, tivemos mais de 10 milhões de pessoas detectadas com câncer em todo o mundo e a previsão é de que até 2020 tenhamos aproximadamente 20 milhões de pessoas com algum tipo de câncer.

A incidência do câncer tem uma relação direta com o aumento do Índice de Massa Corporal – IMC. Pesquisadores recomendam que a taxa do IMC seja mantida entre 18,5 a 25 kg/m2. Nas mulheres, o período do climatério, resultando na diminuição do metabolismo e o aumento da concentração de gordura e de insulina, contribuem para que o risco do surgimento do câncer de mama e do endométrio seja aumentada, devido à maior exposição ao estrógeno produzido pelos estoques de gordura.

Por isso, vários departamentos de saúde pública ao redor do mundo, com o intuito de reduzir as taxas de desenvolvimento de câncer na população em geral, têm incluído em seus guias a recomendação da atividade física. Elas devem ser de intensidade moderada à vigorosa; o ideal é que sejam realizadas no mínimo 5 vezes por semana, com duração mínima de 30 minutos. Essas atividades podem ser as regulares realizadas nas academias, parques e outros espaços públicos e privados, como podem ser as atividades diárias do trabalho doméstico como varrer a casa, aparar a grama do jardim, lavar o carro etc.

Hoje, já se sabe que, quando instalado em um organismo, o câncer se alimenta de nossas reservas energéticas e o corpo humano armazena energia principalmente na forma de gordura. Então, estar sedentário ou com níveis baixos de exercício físico vem a ser uma porta aberta para receber e desenvolver uma neoplasia maligna. Contudo, estudos apontam que a pratica de exercício físico regular previne até 10 tipos distintos de câncer, e entre eles está o câncer de mama, que segundo a INCA (2015), é o segundo câncer mais comum nas mulheres brasileiras, atingindo cerca de 57.960 brasileiras por ano, perdendo apenas para o câncer de pele.

O tumor e o câncer são formas de neoplasia. A diferença entre eles é que o tumor possui uma proliferação das células de maneira organizada, limitada, e cautelosa, não provocando grandes riscos à saúde, sendo por isso considerado como um processo benigno e reversível. O câncer, por sua vez, se trata de uma  neoplasia maligna, que é tida como uma doença crônica, degenerativa, que atinge principalmente as mulheres de diferentes locais do mundo.

Agora que você já sabe quais medidas associar no seu cotidiano para se prevenir, que tal realizar um autoexame neste exato momento? Te garanto que não vai tomar nem 15 minutos do seu tempo. Preste atenção no procedimento para se realizar a palpação deitada.

1.  Deitar de barriga para cima e colocar a mão esquerda atrás da nuca;

2.  Colocar uma almofada ou toalha debaixo do ombro esquerdo para ser mais confortável;

3. Palpar a mama esquerda com a mão direita, utilizando movimentos minuciosos, explorando toda a região.

4. Repita o processo no lado direito do corpo e realize o autoexame da mama direita.

Para uma prevenção mais precisa do câncer de mama, deve-se associar ao autoexame frequente um estilo de vida saudável, com bons hábitos sociais, como estar cercado por pessoas que nos apoiam e nos amam, evitar ambientes estressantes, ter uma boa qualidade de sono, possuir bons hábitos alimentares e ter em nossa rotina a prática frequente de exercícios físicos.





Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte