Sabor de tradição na Tapiocaria da Vó: bem-vindo à cozinha da Vila

Publicação: 2013-11-22 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A Tapiocaria da Vó não quer apenas servir boas refeições. Também quer guardar e apresentar um pouco da história da Vila de Ponta Negra. Aberta em março, a casa tem uma longa relação com a área. De 1988 a 1997, foi o restaurante Rango de Mãe. Depois, serviu de casa e oficina para as tradicionais rendeiras de bilro, voltando ao comércio só em 2013. Agora, é um espaço cultural onde se pode degustar iguarias regionais e marítimas.

A “vó”, no caso, é a dona Maria de Lurdes, uma das rendeiras de bilro mais conhecidas e atuantes da cidade – e também cozinheira de mão cheia. Seu filho, Joka Lima, achou que esse era o momento de voltar à gastronomia na vila. A família também possui o quiosque K-9, na orla de Ponta Negra, desde 2001. “Eu quero que o restaurante ajude a contar a história da Vila de Ponta Negra, que tenha algo a mais”, diz.

A tapiocaria tem a vila como tema. Pelas paredes há mais de 100 fotos com cenas da movimentação da área; desde paisagens até festas. “A vila é o espaço da cidade que mais conserva grupos folclóricos”, afirma Joka. A decoração também conta com peças recolhidas entre pescadores e suas mulheres, como bóias, máquinas de costura antigas, almofadas de bilros, cestas, esteiras, quadros, etc. As cadeiras e mesas são coloridas. Há dois ambientes, com direito a uma arejada varanda.

O cardápio destaca os frutos do mar. “Eu tenho uma boa relação com os pescadores, e consigo material fresco de primeira qualidade”, ressalta Joka. As tapiocas levam recheios de camarão, caranguejo, lagosta, bacalhau, presunto, queijo, coco, carne de sol, frango, e ginga. Há as doces, de chocolate ou algum doce caseiro (caju, manga, etc). Preço: R$5. Há pasteis com recheios de peixe, camarão, bacalhau, caranguejo, carne, frango, e presunto.

Seguem mais opções como o munguzá, bolinhos de queijo, camarão ou carne, sopas (carne, frango, feijão, e caldo verde), e o cuscuz com ovo de galinha caipira. Os sanduíches da casa levam ingredientes como camarão, bacalhau, e lagosta, com preços que variam de 4 a 7 reais. Os caldos saem nos sabores peixe, camarão, jerimum com charque, e cabeça de galo. Há também uma série de espetinhos de churrasco, a 3 reais.

Os petiscos ganham a cara do quiosque de praia. Tem camarão no alho e óleo, agulhinha, caranguejo, moquecas (de sardinha, camarão, peixe, arraia, e cação), peixe na folha de bananeira, casquinho de caranguejo, isca de peixe, baião de dois com peixe no coco, galinha caipira com pirão ou à cabidela, entre outros.

“Também tenho o projeto de convidar uma moradora nativa para preparar um prato especial no restaurante, uma vez por semana”, ressalta Joka. Em janeiro de 2014 ele também vai instalar uma lojinha só com peças feitas pelas rendeiras de bilro. Dona Maria de Lurdes tem 79 anos, e aprendeu a manejar os bilros com a mãe, que por sua vez aprendeu com gerações passadas. É a atual presidente da associação local de rendeiras.

Serviço: Tapiocaria da Vó. Rua Manoel Coringa de Lemos, 478, Vila de Ponta Negra. Aberta de quarta a domingo, das 10 às 22h. Tel.: 8722-7570.

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários