Sala estava inconsciente

Publicação: 2019-08-15 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A Divisão de Investigação de Acidentes Aéreos (AAIB, na sigla em inglês) divulgou nesta quarta-feira uma atualização do caso do atacante Emiliano Sala, que faleceu em janeiro, e revelou que o jogador esteve exposto a uma elevada quantidade de monóxido de carbono, de 58%, antes da sua morte. De acordo com a AAIB, o atacante que estava prestes a trocar o Nantes pelo Cardiff, ficou exposto a uma quantidade tão elevada do gás no momento da queda do avião monomotor que isso pode ter provocado uma parada cardíaca ao menos o deixado inconsciente no momento do impacto da aeronave particular com a água. Além disso, a inalação deste gás pode provocar convulsões e desorientação.

continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários