Salles diz que óleo no Nordeste vem "muito provavelmente" da Venezuela

Publicação: 2019-10-09 14:56:00 | Comentários: 0
A+ A-
O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse hoje (9) que o óleo que vazou e que atinge diversas praias no litoral do Nordeste vem “muito provavelmente" da Venezuela. Ele citou estudo da Petrobras, ao participar de audiência pública na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados.

Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, tentou mitigar polêmica relativa aos dados e acabou se envolvendo em discussão
O ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles disse que a Venezuela é a possível origem do óleo que atinges praias do Nordeste

"Esse petróleo que está vindo, muito provavelmente da Venezuela, como disse o estudo da Petrobras, é um petróleo que veio por um navio estrangeiro, ao que tudo indica, navegando próximo à costa brasileira, com derramamento acidental ou não, e que nós estamos tendo enorme dificuldade de conter”, disse.

Segundo o balanço mais recente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a mancha de óleo atingiu 138 localidades em 62 cidades de nove estados da Região Nordeste.

O ministro salientou a dificuldade em solucionar o problema, uma vez que a origem do vazamento é indeterminada e desconhecida.

Até esta segunda-feira (7), a Petrobras já havia recolhido 133 toneladas de resíduos. Segundo o Ibama, o material oleoso é petróleo cru e, desde o dia 2 de setembro, se espalhou pelo litoral de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Ontem (8), ao participar de uma audiência pública realizada pela Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse que análises laboratoriais confirmaram que a substância não provém da produção da estatal brasileira.

Localidades afetadas pelo petróleo no Rio Grande do Norte
Areia Preta
Baia Formosa
Barra do Cunhaú
Barra do Rio
Barreira do Inferno
Barreta
Búzios (Rio Doce)
Cabo de São Roque
Calcanhar
Camurupim
Caraúbas
Cotovelo
Foz do Rio Catu
Foz do rio Pirangi/Pium
Jacumã
Jenipabu
Maracajaú
Muriú
Perobas
Pipa
Pirambu
Pirangi do Sul
Pirangi do Norte
Pirambúzios
Praia de Alagamar
Praia do Amor
Praia do Giz
Praia do Forte
Ponta Negra
Redinha
Rio do Fogo
Rio Punaú
Sagi
Santa Rita
Simbaúma/das Minas
Tabatinga/Tartarugas
Touros
Via Costeira
Zumbi

Número de áreas atingidas na região nordeste
Alagoas:     13
Ceará:     10
Maranhão:     11
Paraíba:     16
Pernambuco:     19
Piauí:     2
Rio Grande do Norte:     43
Sergipe:     10
Bahia:     2
Fonte: Ibama

Recomendações
Evite contato com o resíduo;
Se ocorrer contato com a pele, higienize a área afetada com gelo e óleo de cozinha;
Em caso de ingestão ou reação alérgica, procure a Unidade Básica de Saúde mais próxima;
Entre em contato com a prefeitura para informar a localização da mancha;

Ao encontrar um animal contaminado:
Evite contato com o mesmo;
Proteja-o do sol;
Não devolva o animal contaminado para o mar;
Informe o paradeiro do animal ao Projeto Cetáceos Costa Branca (99943-0058, WhatsApp e 24h)

Agência Brasil


continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários