Cookie Consent
Política
Salvador terá dia de 'todas as vias com quatro presidenciáveis'
Publicado: 00:00:00 - 02/07/2022 Atualizado: 00:16:53 - 02/07/2022
Bruno Luiz
Agência Estado 

Capital baiana, Salvador terá hoje a presença de quatro pré-candidatos à Presidência da República em eventos simultâneos. Além do presidente Jair Bolsonaro (PL), do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do ex-ministro Ciro Gomes (PDT), a senadora Simone Tebet (MDB) também terá agenda na cidade.
DIVULGAÇÃO
Lula, Bolsonaro, Ciro Gomes e Simone Tebet terão agenda em Salvador com movimentação de todas as vias da pré-campanha

Lula, Bolsonaro, Ciro Gomes e Simone Tebet terão agenda em Salvador com movimentação de todas as vias da pré-campanha


Com isso, a capital da Bahia de todos os santos reunirá amanhã presidenciáveis de todas as vias eleitorais, desde a extrema-direita, representada por Bolsonaro, até a chamada terceira via da senadora emedebista.

Bolsonaro vai participar de uma motociata com apoiadores ao lado do ex-ministro da Cidadania João Roma (PL), nome que apoia na disputa pelo governo baiano. O evento sairá do Farol da Barra, por volta das 9h, e vai até o Parque dos Ventos, na região da Boca do Rio. Às 12h20, ele participa de uma cerimônia de imposição de insígnias da Ordem do Rio Branco ao médium Divaldo Franco, que acontecerá no Comando da Base Aérea de Salvador.

Lula vai participar de um ato aberto ao público, com presença de lideranças políticas, na Arena Fonte Nova, a partir das 10h30. O evento também faz parte da pré-campanha de Jerônimo Rodrigues, lançado pelo PT na corrida estadual. Assim como Roma com Bolsonaro, o ex-secretário de Educação tenta colar a imagem no petista para crescer nas pesquisas eleitorais, lideradas com larga vantagem pelo ex-prefeito de Salvador ACM Neto (União Brasil).

Em entrevista à Rádio Metrópole, o ex-presidente disse também que fará participação rápida no tradicional cortejo do Dois de Julho, que celebra a luta dos baianos pela independência do Estado. Há preocupação com a segurança do ex-presidente, porque o circuito é feito a pé e na rua, o que suscita mais cuidados com a integridade do petista. Ciro Gomes também participará do cortejo e, depois, deve ir a um ato com a militância do partido. Já Simone Tebet também irá à tradicional caminhada, ao lado do presidente do Cidadania, Roberto Freire.

O pré-candidato ao Planalto pelo PDT, Ciro Gomes, afirmou nesta sexta, 1º, que cumprimentaria o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e a senadora Simone Tebet (MDB) caso se encontrem em Salvador (BA) Todos os presidenciáveis, incluindo o presidente Jair Bolsonaro (PL), estarão na capital baiana no próximo sábado (2), justamente no dia em que o Estado completa 199 anos de sua Independência.

"Sendo do campo da democracia, como ele [Lula] e a Simone são, vamos nos cumprimentar certamente", afirmou Ciro ao ser questionado por jornalistas sobre a possibilidade de cumprimentar o ex-presidente, mesmo diante dos frequentes ataques que tem feito a ele. O pedetista não mencionou Bolsonaro

Racionalidade 
Ontem, o presidente Jair Bolsonaro pediu que a população da Bahia decida o voto nas eleições deste ano "não com o coração ou a emoção, mas com a razão".

"Só peço a vocês: não decidam com o coração ou a emoção. Decidam com a razão. E, na dúvida, se orientem com os mais antigos. E, tenham certeza, nós continuaremos a transformação de nosso País", disse Bolsonaro em discurso durante a inauguração da restauração do Casarão da Filarmônica Terpsícore Popular, no município baiano de Maragogipe.

Quarto maior colégio eleitoral brasileiro, a Bahia tem dado liderança ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas pesquisas de intenções de voto. O presidente tem apostado em agendas e em programas sociais que beneficiam a população do Nordeste para angariar votos na região, a segunda maior do País, em que Lula aparece na dianteira com larga margem.

Bolsonaro voltou a defender também o Auxílio Brasil e a falar sobre a aprovação ontem, pelo Senado, da Proposta de Emenda Constitucional que permite aumentar o valor do benefício dos atuais R$ 400 para R$ 600 até o fim do ano.

"No ano passado, extinguimos o Bolsa Família, que pagava 190 reais, e passamos a pagar o Auxílio Brasil, que passou a pagar o mínimo de 400 reais. No dia de ontem, o Senado brasileiro aprovou uma emenda à Constituição, majorando o Auxílio Brasil para 600 reais para nosso povo. No dia de ontem, dobramos o valor do auxílio gás para todos os brasileiros. Isso não é virtude, é obrigação de qualquer chefe do Executivo", afirmou.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte