Secretaria de Saúde confirma o quarto caso de sarampo no RN

Publicação: 2019-09-12 17:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O Rio Grande do Norte confirmou mais um caso de sarampo, desta vez em uma mulher de 19 anos no município de Extremoz, na Grande Natal. Agora, são quatro casos desde o retorno da doença ao Estado, no começo de agosto.

A informação foi dada pela subcoordenadora de vigilância epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap), Alessandra Lucchesi, em coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (12).

A subcoordenadora de vigilância epidemiológica da Sesap detalhou casos no RN
A subcoordenadora de vigilância epidemiológica da Sesap detalhou casos no RN



De acordo com Alessandra, o caso confirmado pela Sesap nesta quinta é decorrente do primeiro caso quando a doença reapareceu no RN, do professor que foi à São Paulo, estado com maior incidência da doença, e contraiu o vírus. Mesmo morando em Extremoz, a mulher de 19 anos trabalha em Natal. "Foi o contato no trabalho. O primeiro caso fez tudo que ele não fez quando teve um dia de atestado. Ele foi para inúmeros locais e um deles foi a lanchonete onde a residente de Extremoz trabalha, que é em frente ao hospital onde ele foi atendido", disse. A coordenadora da pasta disse ainda que apenas ela no trabalho apresentou os sintomas.

Aliado a isso, o RN investiga ainda outros 29 casos em todo o Estado. No último boletim, por exemplo, esse número era de 12 casos suspeitos. Lucrécia, Mossoró, Caicó, Florânia, Lagoa Nova, Carnaúba dos Dantas, Coronel Ezequiel, Serrinha, Tibau do Sul,
Natal, Vera Cruz, São Gonçalo do Amarante e Parnamirim.

Os outros casos foram em um homem de 54 anos que viajou para São Paulo, uma criança de seis anos no município de Macaíba e outra de um ano e seis meses em Tibau do Sul. Segundo Alessandra, todos os casos estão fora do período de transmissibilidade.

Com relação ao estoque de vacinas para o sarampo, a tríplice viral, Alessandra explicou que o contingente espalhado em todo o Estado é “favorável”. O consumo médio é de 16 mil doses por mês e um carregamento de 100 mil foram enviadas pelo Ministério da Saúde à Sesap desde o início do surto.

A pasta recebeu um lote extra de cerca de 17 mil doses do MS e estava aguardando outras 5 mil doses. A Sesap ainda vai confirmar se essas doses já estão disponíveis. Esse contingente foi enviado para garantir a dose extra contra o sarampo em todas as crianças de 6 a 11 meses e 29 dias.

Atualizada às 17h27


















continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários