Seis pessoas são mortas em chacina na cidade de Touros

Publicação: 2019-08-23 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Cinco mulheres e um homem, quase todos da mesma família, foram mortos a tiros na noite desta quarta-feira (21) na cidade de Touros, no litoral Norte. Duas das vítimas eram adolescentes, sendo uma de 13 e outra de 15 anos. Dez crianças estavam no local da chacina, escaparam sem ferimentos e estão sob guarda do conselho tutelar. Ninguém foi preso pelo crime até a noite desta quinta-feira, 22. A investigação é de responsabilidade da Polícia Civil.

Segundo os relatos ouvidos pela Civil, pelo menos quatro pessoas armadas de pistolas e espingardas participaram do crime, ocorrido na comunidade Frei Damião. Os assassinos chegaram no local em dois carros por volta das 21h30. Eles pararam na frente de duas residências vizinhas, arrombaram os portões e mataram as vítimas. A Polícia Militar foi acionada logo após os disparos e realizou buscas na área, mas nenhum suspeito foi encontrado.

Mais cedo, a Polícia Civil afirmou que um dos locais era ponto de venda de drogas. Uma das vítimas teria passagem pelo sistema prisional por tráfico de drogas, afirma a Polícia Militar.

As vítimas são Francisca de Assis de Melo, de 54 anos, mãe de outras duas vítimas: Marise Melo da Costa, 29, e Manoelle de Assis  de Melo Costa, 15. Outra vítima, Emilly Kaliane Melo da Silva, era filha de Marise e neta de Francisca.

Segundo a polícia, pelo menos dez crianças estavam nas duas casas. As menores são dois bebês, de três e cinco meses de vida. O mais velho tem 11 anos. Quando os criminosos chegaram no local, algumas brincavam na área de uma das casas e fugiram com medo, sendo poupada pelos assassinos. Elas ficaram refugiadas na casa de pessoas vizinhas.

A perícia do Instituto Técnico-Científico do Estado (Itep) identificou que Francisca, além de ter sido atingida por disparos, chegou a ser esfaqueada. Capsulas de munições de grosso calibre e de pistola foram retirados do local. A Delegacia de Touros é a responsável pela investigação.

Até o momento, não há informações de quantas pessoas participaram do crime e qual a motivação para os assassinatos.

Horas antes
Policiais militares do Grupo Tático Operacional (GTO) realizaram uma operação na cidade horas antes da chacina, e quatro homens acabaram presos com munições e armas (revólver e facas), além de drogas (maconha, crack e uma porção de cocaína). Eles foram autuados por associação criminosa e tráfico de drogas.




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários