Sem acordo, greve dos servidores municipais continua com adesão do SAMU Natal

Publicação: 2012-08-30 11:08:00
A audiência entre representantes da Prefeitura e o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Natal (Sinsenat), na última quarta (29), terminou sem consenso entre as partes. Na reunião que foi realizada no Tribunal de Justiça na tarde de ontem os gestores municipais mostraram que seguem de forma intransigente, renegando as reivindicações dos servidores.

Desta forma, a greve deflagrada desde o último dia 2 continua com grande mobilização e adesão da categoria. Os trabalhadores que aguardavam na Praça dos Três Poderes o resultado da audiência ficaram ainda mais determinados à lutar pelas reivindicações.

Das 12 ambulâncias do SAMU Natal, apenas cinco funcionam a partir de hojeAinda no final da tarde de ontem, os servidores do SAMU Natal decidiram, em assembléia, aderir ao movimento grevista. A partir de hoje (30), 42% das unidades móveis permanecem em atividade, correspondendo a duas ambulâncias para socorro e outras três para remoção simples de paciente, de um total de 12 disponíveis. Os grevistas frisam ainda a permanência de um percentual acima do mínimo predeterminado pela Lei de Greve, equivalente a 30%.

Entre as reivindicações desses trabalhadores estão o adicional noturno digno, já que, de acordo com o Sinsenat, a Prefeitura cortou 80% deste adicional e melhores condições de trabalho também consta na pauta de reivindicações desses servidores.

Hoje, dia 30, pela manhã, os servidores realizarão uma nova atividade, na Câmara dos Vereadores, buscando apoio dos vereadores ao movimento grevista. Na próxima terça-feira, dia 4, os servidores acamparão em frente à Prefeitura do Natal como forma de pressionar os gestores municipais para o atendimento das reivindicações.

Leia também: