Sem concluir 13º de 2017, Governo começa a pagar benefício de 2018

Publicação: 2018-07-10 18:55:00 | Comentários: 0
A+ A-
O Governo do Rio Grande do Norte anunciou que 23 mil servidores da Educação e dos órgãos da Administração Indireta com recursos próprios receberam nesta terça-feira (10) a antecipação de 40% do décimo terceiro salário de 2018. Esse adiantamento tradicionalmente é pago até o dia 30 de junho. O pagamento do benefício a essa parcela de servidores foi feito, mesmo sem a conclusão do 13ª de 2017. 

Salários poderão ser transferidos para contas de pagamento, que possibilita movimentar dinheiro e comprar com cartão de crédito
Governo iniciou pagamento do 13º de 2018 sem concluir o pagamento do mesmo benefício do ano passado

Em nota enviada à imprensa, o Governo não informou de quanto é o aporte financeiro que entra em circulação na economia potiguar, tampouco disse quando pretende concluir a folha de pagamento do décimo terceiro de 2018. A reportagem da TRIBUNA DO NORTE entrou em contato com a assessoria do Governo para obter o valor pago aos servidores nesta terça-feira (10), mas não obteve retorno.

Décimo de 2017
Até o momento, o poder executivo estadual só quitou os débitos do benefício para ativos e inativos que recebem até R$ 3 mil, que representa 60% da folha de pessoal do estado. O Governo do RN possui um contingente de 112 mil servidores. 

Com relação a esse pagamento, o Governo disse, em nota, que “segue acompanhando as arrecadações de ICMS e das transferências federais para em breve anunciar a data de pagamento”.

Protesto
Os policiais civis do Rio Grande do Norte irão realizar um protesto na sexta-feira (13) batizado de "Operação Zero". De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do RN (Sinpol-RN), agentes e escrivães vão se concentrar na sede da Delegacia Geral, em Natal, a partir das 7h. No interior do Estado, as equipes também devem aderir ao movimento. A decisão foi tomada em assembleia na noite desta segunda-feira (9) na sede do Sinpol.

A categoria cobra o pagamento do 13º salário referente a 2017, pagamento dos pensionistas da Polícia Civil, pagamento das promoções, incluindo retroativos, a reestruturação das delegacias, bem como o cumprimento do Termo de Acordo assinado pelo governador ainda em janeiro, e a retomada das negociações do projeto de reestruturação dos Servidores da Sesed.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários